SITE OFICIAL

http://www.pedromariano.com/


REDES SOCIAIS


BIOGRAFIA

 

Nome Completo: Pedro Costa Camargo Mariano

Nascimento: 18 de abril de 1975

Origem: São Paulo

País: Brasil

Gênero(s): MPB, soul, pop

A máxima de que “talento vem de berço” deve ser levada ao pé da letra no caso de Pedro Mariano. Filho da lenda Elis Regina e do maestro César Camargo Mariano, dois dos maiores expoentes de nossa música, Pedro começou a carreira bem cedo. Aos 12, já batalhava seu lugar no pop, celebrando vitórias com sua banda Confraria em diversos festivais. Depois de apostar na carreira publicitária e nos jingles, Pedro Marino passou a investir mais em trabalhos solo.

Aos 20 anos, dividiu com o irmão, João Marcello Boscoli, a delicada missão de produzir um tributo à mãe, Elis, no palco do teatro Tuca, da PUC. Suas performances de “Cartomante” e “Como Nossos Pais” foram definitivas para decolar rumo ao sucesso. Logo veio o primeiro álbum: Pedro Camargo Mariano, lançado em 1997 pela gravadora Sony, com releituras de Tom Jobim (“Triste”), Djavan (“Temporal”) e composições de Max de Castro (“Nau” e “Bom Dia”).

O sucessor chegaria três anos depois. Voz no Ouvido (2000), liderado pela faixa-título e com arranjos de César Camargo Mariano, seria indicado ao Grammy Latino, na categoria Melhor Disco Pop Contemporâneo Brasileiro.

 

O desempenho do segundo álbum é uma ponte para Intuição (2002), com levada mais pop e músicas de Pato Fu, Lulu Santos. O destaque é o single “Pode Ser”, assinado por Jorge Vercillo. Em 2003, viria a emocionante parceria com o pai em Piano & Voz, com Cesar Camargo Mariano acompanhando, de forma intimista, em clássicos como “Dupla Traição”, de Djavan, “Tudo Bem”, de Lulu Santos e “Se eu Quiser Falar com Deus”, de Gilberto Gil”. Sua chegada à gravadora Universal é celebrada com o álbum Pedro Mariano (2007), indicado ao Grammy Latino. Em seguida, o álbum Incondicional (2009) marcaria a inauguração de Nau, seu próprio selo, com os singles “Simplesmente” e “A Medida da Paixão”.

 

Com o projeto Elis Por Eles, Pedro realiza o sonho de homenagear sua mãe com as vozes de cantores, dirigindo um espetáculo com 14 estrelas da música nacional. Entre os convidados estão Lenine, Emilio Santiago e Jair Rodrigues.  Pedro Mariano e Orquestra sai em 2014, gravado em São Paulo, com releituras de Ana Carolina, Lulu Santos e Ivan Lins. O sucesso da empreitada motivaria o projeto Pedro Mariano e Orquestra Show DNA (2017), com músicas inéditas como “DNA” (Edu Tedeski), “Alguém dirá” (Pedro Altério e Pedro Viáfora) e “Enfim” (Daniel Carlomagno). Em abril de 2019 lançou o single “Várias Queixas”, composto por Thiaguinho.

Curiosidades: Filho da “Pimentinha” Elis Regina e do maestro César Camargo Mariano, Pedro também é irmão da cantora Maria Rita e do produtor musical e jornalista João Marcelo Bôscoli. Em 2018 apresentou ao lado de Luciana Mello, o especial O Fino da Bossa na Record TV, em comemoração aos 65 anos da emissora. Além de cantor, Pedro também é baterista, e dedicou o primeiro álbum à filha Rafaela.

 

 

MAIS ARTISTAS

Todos os artistas