Malvadas

‘MALVADAS – Tudo Sobre Sharon, Sheila & Shirley’ estreia no Teatro Novo!


‘MALVADAS – Tudo Sobre Sharon, Sheila & Shirley’ estreia no Teatro Novo.

A peça do escritor e dramaturgo Alessandro Marson (Novo Mundo – TV Globo), que ganha pela primeira vez montagem só com atores, conta a história de três irmãs que moram em um apartamento que mais parece um depósito de coisas velhas. Numa manhã de sábado, dia oficial de faxina, as irmãs recebem um convite para uma grande festa, a mais badalada do ano, que irá acontecer naquela noite. O convite é individual e somente uma delas poderá ir, porém o envelope está ilegível e não é possível saber qual das três foi a convidada. O lado mais sombrio, competitivo e maquiavélico vai ser colocado em prática. A história conduz a uma viagem pelos sentimentos dessas irmãs numa situação de embate. Depois da primeira parte do jogo vencida por alguém vem a vingança das ‘ninguéns’, as que foram derrotadas no primeiro tempo. Várias trapaças são realizadas; brigas, discussões, alianças e traições se dão sucessivamente.

‘Malvadas — Tudo Sobre Sharon, Sheila & Shirley’ é sobre isso. As três irmãs que tem nomes que começam com as mesmas letras: “S” e “H”, mesmo desprovidas de qualquer talento, têm uma vontade absurda de serem “alguém” e mostrar para as outras que, mesmo “começando iguais” elas podem ser diferentes”, diz Marson.

A comédia também traz como reflexão o bullying familiar. “Em meio ao besteirol e gargalhadas, a peça traz à tona o pior de cada uma e consequentemente a reflexão nas relações em família, o que é pouco falado quando se trata de bullying”, diz o diretor.

A direção de Marcio Rosario (que já havia sido produtor executivo na primeira montagem da peça com atrizes mulheres, em 2007, dirigida pelo autor) privilegia a versatilidade de cada ator na desconstrução das personagens. Rosario faz também uma discreta homenagem aos atores Miguel Magno e Ricardo de Almeida, que atuaram em “Quem tem medo de Itália Fausta”, besteirol dos anos 1980, que marcou o diretor pela inteligência cênica.

A atriz Angela Dippe assina as coreografias, a caracterização é de Malonna, desenho de Luz de Gabriel Greghi e a cenografia, figurinos e trilha de Marcio Rosario, além da direção.

 

Alessandro Marson
Marson começou carreira na TV Cultura. Na TV Globo desde 2000, foi colaborador em “O Profeta” (2006), “Desejo Proibido” (2007), “Cama de Gato” (2009), “Araguaia” (2010), “Cordel Encantado” (2011), “Avenida Brasil” (2012), “Flor do Caribe” (2013), “Joia Rara” (2013) e “A Regra do Jogo” (2015), além dos programas Sítio do Picapau Amarelo”, “Brava Gente”, “Casos & Acasos” e “Sob Nova Direção”. No cinema, colaborou no longa metragem “Sexo com Amor” (2008) de Wolf Maya” e é autor do roteiro de “Apaixonados”, de Paulo Fontenelle (2016). No teatro, escreveu e dirigiu uma série de espetáculos, como “Carro de Paulista” (2003), “Malvadas – Tudo sobre Sharon, Sheila e Shirley” (2012). Colaborou com Thelma Guedes no musical “Garota de Ipanema – O Amor É Bossa” (2016) e escreveu com Thereza Falcão “A Invenção do Amor” (2018) e é um dos autores de “Festa, A Comédia” (2018).

 

Elenco:

André Segatti

Começou a carreira aos 7 anos no Teatro Escola e como modelo fez Campanhas Publicitárias e Editoriais de Moda durante a infância e adolescência. Ator, diretor e produtor, Segatti é formado pela Escola Superior de Artes Célia Helena (1992) e Oficina de Atores da Rede Globo (1995). No Cinema, integra o elenco de “Esquadrão Antissequestro” (estreia final de 2019) direção de Marcus Dartagnan. Protagonizou com Renato Aragão, o filme “O Trapalhão e a Luz Azul" (1999) como Príncipe Levi e Davi pela Globo Filmes. Esteve no Seriado "Mandrake" (2004) como Yan (Pit Gay) na HBO e “Até Mais Tarde Ipanema" (2009). Na Tv, seu currículo é extenso, pois são mais de vinte obras entre Novelas e Minisséries.
Seus principais trabalhos na Rede Globo foram "Malhação" (1998), "Labirinto" (1998) direção de Dennis Carvalho, "Torre de Babel" (1998), "Chiquinha Gonzaga" (1999) direção de Jayme Monjardim, "Andando nas Nuvens" (1999) e "Sai de Baixo" (1999). Mas foi em "A Turma do Didi" com Renato Aragão que se tornou conhecido como “Andrezão”, personagem que viveu durante quatro anos no programa humorístico (1998 a 2002). Ainda na linha de show, fez vários personagens em “Zorra Total” (2003 e 2014) e recentemente em “Tá no ar, A Tv na Tv” (2018). Na Rede Record, antagonizou o vilão “Gerião” em "Prova de Amor" (2005/2006) direção de Alexandre Avancini. Esteve também em "Louca Família Show" (2007), "Caminhos do Coração Os Mutantes" (2008/2009), "A Lei e o Crime" (2009) e "Bela a Feia" (2009/2010). Foi vice-campeão do Reality Show "A Fazenda" (2010) e se destacou em "Rei Davi" (2011/2012) como “Paltiel” (Guerreiro e Arqueiro) com seu trabalho incrível de corpo com lutas em guerras medievais. E em “Balacobaco” (2013) compôs o vilão “Magno”. No Teatro, atuou e dirigiu o clássico da comédia brasileira “Toda Donzela tem um Pai que é uma Fera" de Gláucio Gill em duas versões (2002 a 2005) e (2015/2016) onde também adaptou o texto. Teve destaque em "Aluga-se um Namorado" (1998) e protagonizou os espetáculos "Hércules" (1997 a 1999), "Paralelo" (1998) e "Lancelot" (2000) como o próprio “Lancelot”. Produziu e atuou no Musical “Os Duelistas” (2001) direção de Jorge Fernando.

 

Chico Terrah

Nascido em Curitiba, o comediante tem na sua essência parte sulista e parte nordestino.
Tem passagens em várias novelas e programas humorísticos da Rede Globo como os " Os Trapalhões", "Zorra Total", "A Grande Família", "A diarista", "A Turma do Didi", "Cilada", "América", "Alma Gêmea", "A Viagem", "Beleza Pura", "A Regra do Jogo", "Chapa Quente", "Mister Brawn", "Velho Chico" e agora está no ar em "Verão 90" (2019).
No Teatro já realizou muitos trabalhos de humor como "Humor além da vida", "Os Fuzis da Senhora Karrar", "Oh que Horror de Família", "Vendilhões do Templo", "O Carrasco do Sol".
Ator, autor e diretor, Chico transita entre o Teatro, Cinema e Tv já há três décadas, mas considera "Malvadas" uma retomada com gosto de estreia, pois é a primeira vez que faz uma mulher no teatro. Acreditando que a diversão leva à reflexão, aposta na longa vida desse espetáculo e na sua superação como ator.

 

Marcelo Mansfield

Começou se apresentando em “Open Mikes” nas cidades de Boston e Los Angeles, USA. No Brasil, fez várias novelas e minisséries, destacando-se em “Mulheres de Areia”, “Chiquinha Gonzaga”, “Celebridade”, “Desejos de Mulher”, “Andando nas Nuvens” e “Esperança”, além de vários programas como “Você Decide” e nas séries “Mulher” e “Armação Ilimitada” da Tv Globo. Na Tv Cultura, fez parte do elenco do premiado “Ra Tim Bum” e “X - Tudo”. Fez “O Direito de Nascer” no SBT e “Uma Luz na Escuridão” na Tv Record. Teve seu próprio programa de humor “Marcelo Mansfield Show” na Tv Gazeta e durante 8 anos produziu e apresentou o “Tvlandia” pelo Canal de São Paulo da TVA. Nos últimos anos, esteve no “Zorra Total” na Tv Globo vivendo “Seu Banana”, personagem de sua própria criação. Junto de Danilo Gentili e posteriormente Rafinha Bastos, esteve no programa “Agora é Tarde” e em participações especiais no respeitado “Canal Livre”, ambos na Tv Bandeirantes. Criou o quadro “60+” para o programa “Como Será” da TV Globo.
Foram mais de 500 filmes publicitários como Nescafé, Cônsul, Ford, Chevrolet, Lada, Nestlé, Kellogg’s, etc... Foram 17 filmes entre curtas e longas com destaque ao premiadíssimo “Festa” de Ugo Giorgetti. Os cultuados “Durval Discos” e “É Proibido Fumar” de Anna Muylaert e o “Trash”. Em “Loira Incendiaria” foi co-autor do roteiro junto com Angela Dippe e Mauro Lima.
Manteve a coluna semanal “TV a Lenha” por 2 anos na “Folha de São Paulo” e colaborou com várias revistas e jornais como Marie Claire, Set, Contigo, Transamérica, Jornal da Tarde, etc...
Ainda se dedicou as pesquisas para Bolsa Vitae e para um estágio em comédia de situação, ambos em Hollywood, USA, onde acompanhou as gravações dos seriados “The Nanny” e “The Naked Truth”.
Sucesso nos espetáculos teatrais “Clube da Comédia” e em seus solos “Como Entrar Mudo e Sair Calado” e “Nocaute” (sucesso de bilheteria por 6 anos), além de apresentações em Montreal (Canadá). Como ator convidado participou dos shows “Quinta que Pariu”, “Comédia na Cara”, “Comédia em Pé”, “Humor de Salto Alto” e faz parte do vasto elenco do Comedians Club em São Paulo. Em 2015, estreou seu espetáculo “Uma Noite com Marcelo Mansfield” em Portugal seguindo em cartaz no Brasil até novembro de 2018. É considerado um dos pioneiros do Stand Up Comedy no Brasil e um dos mais importantes comediantes dos últimos anos.

 

Marcio Rosario

Aos 12 anos estreou no Cinema no filme “O Amor Uniu Dois Corações” dirigido por Wilson Rodrigues. Em 1982 participou da Oficina Teatral da Baixada Santista onde estreou profissionalmente no Teatro, com o Musical Infantil “Flicts” de Ziraldo, dirigido por Tanah Corrêa. Ficou três anos em turnê nacional.
Depois disso trabalhou com os diretores William Pereira na montagem de “O Burguês Fidalgo”, Wolf Maya em “Splish Splash” e Gugu Olimecha na “Comédia dos Sexos”, entre outros. Em 1989, o ator se mudou para os Estados Unidos para estudar na Academia de Interpretação Stella Adler e depois seguiu para a renomada American Film Institute onde se formou com Produtor Executivo em Cinema e Tv. Com 21 anos trabalhou com o aclamado director Romeno Pouran Deherrkian no filme “Bitterland”. Após esse projeto o ator foi convidado pelo director japonês Takashi Miike, nomeado pela Time como um dos 10 melhores fora do circuito hollywoodiano, para se juntar ao casting de “The City Of The Lost Souls”. Além desses trabalhos, Márcio também foi contratado pela diretora mexicana Jackie Torres para o filme “El Precio Del Norte” (The Price of the North). Márcio também participou de grandes produções internacionais como “Os Mercenários”, “Efeito Colateral”, “O Escorpião Rei”, “Além da Linha Vermelha”, “Clube da Luta” e “A Filha do General”. No cinema nacional fez “Rio Eu Te Amo”, no segmento “Texas” dirigido pelo aclamado diretor Guillermo Arriaga e em 2017 fez uns dos personagens centrais de “Deserto” filme dirigido pelo ator Guilherme Weber. Na TV americana, participou durante 2 anos da Soap Opera, novela da NBC “Days Of Our Lives”, no papel do oficial Santos. Em 2005 foi convidado a retornar ao Brasil para participar da novela “Belíssima” de autoria de Silvio De Abreu na Tv Globo. Desde então participou de inúmeros Projetos na Rede Globo como “Flor do Caribe”, “Cheias de Charme”, “Araguaia”, “O Profeta”, “Pé na Jaca”, “Cobras e Lagartos”, “Sol Nascente”, “Malhação”, “Dupla Identidade”, “Supermax” e recentemente fez o personagem “Bazunga” que cativou o público infantil em “I Love Paraisópolis”, na Tv Globo. Na Beverly Hills Playhouse, em Los Angeles estudou durante três anos e se formou em Meisner, umas das técnicas de interpretação mais renomadas nos Estados Unidos. Tem um vasto currículo como produtor onde tem 12 prêmios nacionais e nternacionais pela sua produtora, a Três Tons Visuais com os curtas metragens: “Flerte”, “Vazio”, “Sinal” e “Viver Outra Vez”. Atualmente desenvolve com a Afinal Filmes os filmes de longa metragens: “Santa Conexão”, “Na Adolescência”, “Cinco Contra Um”, “Syndrome” e o “Mundo Mágico de Harmonia”. Em 2015 dirigiu o sucesso teatral LGBT “Bruta Flor”, visto por mais de 15 mil pessoas nos dois anos que esteve em cartaz e também o musical infantil “A Bola Mágica”, que parte neste ano para a terceira temporada.

 

 

Serviço:

Data:  08 de Maio a 26 de Junho

Horário:  Sexta-feira e Sábado ás 21h30 | Domingo ás 19h

Classificação: 12 anos

Local: Teatro Novo

Endereço:  Rua Domingos de Morais, 348 - Vila Mariana, São Paulo

Ingressos: https://bileto.sympla.com.br/event/61408/d/66577/s/345354

CONHEÇA MAIS SEU ARTISTA