SITE OFICIAL

https://coldplay.com/


REDES SOCIAIS


BIOGRAFIA

 

Integrantes: Chris Martin (vocal, piano, guitarra), Jonny Buckland (guitarra), Guy Berryman (baixo) e Will Champion (bateria)

Origem: Londres

País: Reino Unido

Gênero(s): Rock alternativo, post-brtipop, pop, pop rock

Período em atividade: 1996 até hoje

Os novos Beatles? O novo U2? Na verdade, uma banda que alteraria de forma crucial o rumo do pop britânico no início do século 21. As comparações feitas com o Coldplay começaram desde o primeiro álbum, Parachutes (2000), lançado quando o Radiohead dominava o cenário mundial, logo após o sucesso de OK Computer.  De fato, o grupo formado em Londres por Chris Martin e John Buckland, e que antes foi chamado de Starfish, quase recrutou Tim Rice-Oxley para ser seu tecladista. O problema é que o músico já estava no Keane, banda que também alcançaria sucesso anos mais tarde. Com o nome descartado, a escolha foi para o título de um livro de poemas: Child's Reflections: Cold Play.

Antes do primeiro álbum viriam dois EPs Safety (1998) e The Blue Room (1999), com arranjos mais etéreos. Já Parachutes (2000), como tradicional selo Parlophone, dos Beatles, ganharia enorme repercussão, graças aos singles “Yellow” e “Shiver”. Na esteira do sucesso, o Coldplay buscaria inspiração em Liverpool, onde muitas músicas do segundo disco seriam compostas, incluindo “The Scientist”, incluída em A Rush of Blood to the Head (2003). O disco trouxe mais hits de impacto: incluindo “In My Place”, “Clocks” e “God Put A Smile Upon Your Face”. Com X&Y (2005), mais sucesso comercial com os singles “Speed of Sound” e “Fix You”. A mudança de estilo começaria com Viva la Vida or Death and All His Friends (2008) e o EP Prospekt’s March. Mylo Xyloto (2011) abriria caminho para o pop dançante e o hit “Paradise”, enquanto Ghost Stories marcaria o fim de seu casamento com Gwyneth Paltrow com a melancólica “O” e a pseudo dançante “Magic”.

Antes do próximo álbum de inéditas viria o EP-surpresa Kaleidoskope (2014). A Head Full of Dreams (2015), seu então mais recente trabalho de estúdio, também seria usado como título para o documentário lançado em 2018, que marcou os 20 anos de história do Coldplay.

Curiosidades: Para o vídeo do hit "The Scientist" (onde o fim é o começo e o começo é o fim), Chris Martin teve de aprender a letra da canção ao contrário. O motivo é simples: a gravação do clipe se deu de frente para trás, ficando ao contrário somente na hora da edição. A ideia era que ele passasse a impressão de que estava interpretando a música ao pé da letra.

MAIS ARTISTAS

Todos os artistas

r