REDES SOCIAIS


BIOGRAFIA

 

Integrantes: Colin Hay, Ron Strykert, John Rees, Greg Ham, Jerry Speiser

Origem: Melbourne

País: Austrália

Gênero(s): pop, pop-rock, new wave

Período em atividade: 1982-1985

Enquanto mundo dançava ska e new wave nas baladas apareceu o Men At Work para dar ainda mais cor à música jovem do momento. Isso aconteceu quando o guitarrista escocês Colin Hay se mudou para a Austrália e decidiu formar uma dupla com Ron Strykert, mas a necessidade de amplificar o som levou Hay a convocar mais gente para sua trupe: John Rees, no baixo, Greg Ham, no sax, flauta e teclados e Jerry Speiser tocando bateria. Após muitos e muitos shows em hotéis e pubs, eles foram convocados por um caça-talentos da Columbia e se lançaram com o single “Who Can It Be Now”, que não demorou para subir nas paradas.

Business as Usual sairia no final de 1982, tomando conta dos australianos, e depois da América. O estrondo causado pelo LP foi o combustível para “Down Under”, o segundo single a atingir a primeira colocação nos EUA.

Com o terreno já bem preparado no hemisfério norte, o Men At Work confirmou sua grande fase com o segundo disco. Cargo traria, então, dois dos maiores hits dos anos 80: “It’s a Mistake” e “Overkill”. Mesmo com tanto sucesso, o ciclo do grupo se encerraria em 1985, com Two Hearts.

A debandada do Men At Work não significou o fim de sua música. Colin Hay deu sequência a uma ótima carreira. Sua música mais conhecida é “Into My Life”, lançada em Wayfaring Sons (1990). Topaga (1994) também venderia bem, especialmente no Brasil. Em 2017, Hay lançou Fierce Mercy, seu 13º solo.

Curiosidades: A música Down Under (que é um apelido da Austrália) traz várias expressões típicas do país. “Fried out Kombi”: uma van que está com o motor fundido. “Head full of Zombie”: Com a cabeça cheia de um tipo de marijuana forte. 

 

MAIS ARTISTAS

Todos os artistas

r