The Weeknd faz show futurista em SP com mais de 40 hits na setlist

Cantor canadense realizou segundo show no Brasil da "After Hours Til Dawn Tour"

O cantor The Weeknd realizou, nesta terça-feira (10), o seu primeiro show de dois em solo paulista, após a passagem pelo Rio de Janeiro no último sábado (07). O canadense trouxe a After Hours Til Dawn Tour, que teve início no país de sua nacionalidade em julho de 2022.

A apresentação, que entra para o time das megaproduções internacionais que rodam o mundo na atualidade, de fato, marcou a noite em São Paulo para um Allianz Parque esgotado com 48 mil pessoas. Faziam 6 anos que o cantor não se apresentava em solo brasileiro, tendo sido a sua última passagem por aqui em 2017, no Lollapalooza, onde foi também sua estreia no país, no auge do sucesso com “Starboy”.

Para a After Hours Til Dawn, foi preparada uma estrutura imensa, inclusive contando com pulseiras iluminadas para o público à la Coldplay, uma extensa passarela dividindo a pista no meio e, ainda, um palco com cenário tecnológico e moderno. Aliás, um dos diferenciais da turnê por aqui é a não divisão entre pista e pista premium, que é comum nos estádios, tornando uma única pista em torno da estrutura. Uma lua inflável gigantesca foi suspensa sobre a plateia, próxima à escultura do artista japonês Hajime Sorayama. A figura imponente feita em crômio girava lentamente durante toda apresentação, sendo mais uma característica que fazia toda a diferença no contexto geral do concerto.

Em um figurino numa espécie de militar futurista, o protagonista da série polêmica da HBO “The Idol” também tinha um acessório no braço, que simulava um braço metal de robô e um capacete futurista, com luzes acesas na região dos olhos. Ele retirou o acessório do rosto apenas na metade da apresentação, mostrando ser um elemento ideal na produção do espetáculo.

O retorno de Abel Tesfaye no país(seu verdadeiro nome), ainda mais mainstream que a primeira passagem, mesclou hits de um dos seus primeiros trabalhos, “House Of Balloons” (2011) – como “Wicked Games” – até o projeto mais recente de estúdio, o “Dawn FM” (2022), mesclando R&B com um som mais dançante e eletrônico, como “How Do I Make You Love Me?”, “Take My Breath”, “Sacrifice” e mais. Também parte do nome da turnê, o álbum “After Hours” (2020) ditou grande parte do repertório, trazendo “Save Your Tears” e “Blinding Lights”, dois hits consagrados em sua voz.


A verdade é que o pequeno atraso de quinze minutos do artista acabou passando despercebido para a grandiosidade e afinação da apresentação, aberta com “La Fama”, sua parceria de 2021 com a espanhola Rosalía, e finalizada mais de duas horas depois, com uma setlist extensa que contava com 42 músicas. “False Alarm”, por exemplo, não costuma estar na setlist do artista, mas foi incluída nos dois shows no Brasil até o momento, mesmo sem ter entrado na turnê da América do Sul.

Com uma simpatia e carinho nítido pelo público, The Weeknd desceu para dividir o microfone com a plateia em “Out Of Time” que, segundo ele mesmo, é a sua faixa preferida do trabalho recente. A banda, claro, não passava despercebida, fazendo um som de altíssima qualidade. Abel dividia momentos entre palco e passarela, dando atenção equilibrada a diferentes partes do estádio.

Preparando o público para sua apresentação, ainda, a noite contou com a abertura dos produtores e DJ’s Mike Dean e Kaytranada. O segundo, vencedor do Grammy em 2021 pelo seu álbum de dance music “BUBBA”, era também muito aguardado na noite, já que no Rio de Janeiro, o haitiano não pôde se apresentar antes de The Weeknd devido à chuva forte com raios que evacuou o estádio por alguns minutos por razões de segurança da produção.

Nesta quarta-feira (11), ainda acontece o segundo show de The Weeknd em solo paulista e será a sua última apresentação da passagem pelo Brasil.

*Foto capa: Iris Alves/Divulgação/Live Nation

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados