3 curiosidades sobre “Radical Optimism”, novo álbum de Dua Lipa

O tão aguardado sucessor de “Future Nostalgia”, de Dua Lipa, chegou ao mundo em maio de 2024. De lá para cá, os cerca de 36 minutos de duração se tornaram horas e horas nos fones no modo repetição.

Ademais, o terceiro capítulo musical da cantora anglo-albanesa também resultou em uma nova turnê, que carrega o mesmo nome. Contudo, além disso, há algumas outras curiosidades sobre o disco.

Abaixo, confira:

Origem do título

Muitos artistas já passaram um bom tempo de suas vidas apenas pensando no nome de seus álbuns. Dua Lipa agradou com “Radical Optimism”, ou “Otimismo Radical”, em tradução livre.

Ademais, muitos cogitaram que Shawn Mendes pudesse ter ajudado na criação do título. Isso porque, durante uma conversa publicada em uma das promoções do disco, uma voz semelhante a do cantor canadense revela ter escutado a frase.. “Oh, eu amei isso!”, disse Dua, em seguida. Confira abaixo:

Contudo, fãs resgataram uma entrevista em podcast realizada em 2021 em que, na verdade, a voz pertence ao apresentador Arman Naféei.

Coração partido como combustível

Apesar de estar feliz em seu relacionamento com o ator Callum Turner, Dua Lipa revelou, em entrevista à Rolling Stone, que as experiências sem sucesso em relacionamentos se tornaram o combustível para o surgimento de seu terceiro capítulo musical.

“Você pode conhecer novas pessoas por meio de amigos de amigos ou de pessoas em quem confia, porque [namorar] não é realmente tão direto quando você é, tipo, uma pessoa pública.”, explicou.

Inspirações musicais

“Radical Optimism” tem muita influência de músicas e artistas que Lipa ouvia nas rádios enquanto dirigia pela cidade.

Ainda em entrevista à revista, ela destacou: “É fortemente inspirado em bandas como Primal Scream e Massive Attack, produtos básicos para uma garota londrina com uma queda por passeios noturnos pela cidade”.

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados