3 curiosidades sobre “Sorry”, hit de Beyoncé

Lançado em 2016, “Lemonade” é tido como um dos álbuns mais pessoais e, ao mesmo tempo, conceituais já apresentados por Beyoncé. Além de músicas inéditas, a cantora apresentou uma narrativa que misturava ficção com sua própria realidade.

Entre os destaques, encontra-se “Sorry“, música repleta de mensagens subliminares, referências religiosas e indiretas para o próprio marido – que, na época, estava sendo acusado de traição.

Sobretudo, confira abaixo:

3 curiosidades sobre “Sorry”, hit de Beyoncé

  • A poesia inicial

“Sorry” se inicia com a ajuda de “Dust to sad Chicks”, poema escrito pela britânica Warsan Shire. Ademais, ela também aparece em outras obras de “Lemonade”.

No verso recitado pela artista, Beyoncé dá a entender que morreu metaforicamente após ser enganada pelo parceiro. E é na perspectiva dele que a obra explora:

“Então, o que você vai fazer agora que me matou? Aqui jaz o corpo do amor da minha vida, cujo coração quebrei, sem uma arma na minha cabeça. Aqui reside a mãe dos meus filhos, vivos e mortos.”

  • A arte composta nos rostos de Beyoncé

Ao decorrer do videoclipe, rostos pintados, incluindo o da cantora, aparecem para dar mais força ao conceito da produção. A maquiagem se trata da chamada “Sacred Art of the Ori” (em português, “A Sagrada Arte de Ori”).

Criada pelo artista nigeriano Laolu Senbanjo, ele descreve a técnica como “despertar o Deus em você”.

“A influência de Láolú na criação dessa abordagem artística veio de sua avó paterna, que impactou fortemente sua vida e sua Arte. Durante o processo de criação do Orí, Láolú se conecta com o ori sha (alma) de seu sujeito e utiliza o espaço negativo do sujeito como a ‘tinta'”, descreve o site oficial de Senbanjo.

  • A aparição de Serena Williams

Além disto tudo, Serena Williams, famosa tenista norte-americana, também marca presença em “Sorry’.

Ademais, os diversos takes de Queen B como uma espécie de rainha em um trono fazem alusão à capa em que a profissional estrelou em 2015, na “Sports Illustrated”. Assim, a ideia tinha como objetivo retratar o poder das mulheres negras em diferentes postos.

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados