Bon Jovi, Mark Knopfler e mais: os lançamentos da semana

Confira todos os lançamentos da semana que vão agitar o mundo da música.

Março vem chegando mais uma vez repleto de lançamentos no mundo da música. Contando com nomes como Bon Jovi, Justin Timberlake e Mark Knopfler, a terceira semana deste mês promete muito para os amantes da Alpha. Assim sendo, você pode conferir e escutar na lista que montamos, as novidades que irão aparecer nos próximos dias. Ansiosos para alguma delas?

Bon Jovi

40 anos depois de ter lançado o seu disco de estreia, o Bon Jovi segue forte, imensamente popular e cheio de energia. A banda em breve vai lançar seu 16° álbum de estúdio, o primeiro em quatro anos, e liberou a primeira amostra do que vem por aí.  

“Legendary” é um rock de arena com letra inspiradora que deve agradar aos fãs de longa data do grupo liderado por Jon Bon Jovi e que tem, além dele, outros dois integrantes da formação original: o baterista Tico Torres e o tecladista David Bryan. A faixa vai estar em “Forever” que chega ao mercado daqui a três meses, no dia 7 de junho.

The Black Crowes

A veterana banda americana The Black Crowes lançou nesta sexta-feira (15) o seu novo disco de estúdio. Intitulado de “Happiness Bastards”, o álbum é o sucessor de “Before The Frost… Until The Freeze”, disponibilizado 15 anos atrás, em 2009.

“’Happiness Bastards’ é nossa carta de amor ao Rock ‘n’ Roll. Rich e eu estamos sempre escrevendo e criando música; isso nunca parou para nós, e é sempre onde encontramos harmonia juntos. Esse álbum representa isso”, declarou o vocalista Chris Robinson.

“Esse álbum é uma continuação da nossa história como banda. Nossos anos de experiência escrevendo, fazendo música e viajando pelo mundo estão representados neste álbum, e fomos brilhantemente guiados por um dos melhores produtores do ramo, Jay Joyce. Estou extremamente orgulhoso do que criamos”, complementou o guitarrista Rich Robinson (irmão de Chris).

Justin Timberlake 

O sexto álbum de Justin Timberlake, “Everything I Thought I Was” chega em um cenário cultural muito diferente dos anteriores. Durante a maior parte de sua carreira solo, ele se desafiou constantemente, tanto como artista de álbuns quanto de singles. Sem dúvida,  conseguiu criar visões artísticas completas, com destaque para  “Rock Your Body” e “Cry Me a River” que validaram a dualidade de “Justified”, em 2002.

Timberlake não se reconcilia com o remorso na adequada, porém irregular, “Everything I Thought It Was”; em vez disso, ele rapidamente aponta para isso na abertura com a música “Memphis”: “Eu rezo pela paz dentro de mim. E não me arrependo mais. Porque quando olhei para minha alma no Mississippi, isso refletiu.” O exame de consciência começa e termina aí, em uma música atípica, mais preocupada com as consequências da fama do que com a causa desses problemas. 

Mark Knopfler

A lenda do Dire Straits, Mark Knopfler é talvez tão conhecido por seu trabalho de trilha sonora quanto por seus clássicos do rock. Sua primeira trilha foi para o filme Local Hero de 1983 , e sua faixa final ‘Going Home: Theme of the Local Hero’ mais tarde se tornou um marco dos sets solo e ao vivo de Dire Straits e Knopfler.

Knopfler agora montou um super grupo composto por outros heróis, como Slash, Eric Clapton, Pete Townshend, Tony Iommi, Brian May, Steve Vai, Bruce Springsteen, Ronnie Wood, Ringo Starr e mais. Dessa maneira, com uma seção rítmica poderosa, eles vão refazer “Going Home: Tema de Local Hero” para Teenage Cancer Trust e Teen Cancer America, duas instituições beneficentes.

O single foi lançado nesta sexta-feira e estará disponível em CD, BluRay deluxe, e nas plataformas digitais. Você já pode ouvir o som de quase dez minutos. Por outro lado, o dinheiro também será arrecadado com o leilão de oito guitarras de fabricantes icônicos assinadas por alguns dos artistas da obra.

Zayn

Três anos após o lançamento de seu terceiro disco de estúdio, Zayn Malik está de volta com novas músicas. Seu quarto álbum de estúdio, “Room Under The Stairs, vai ser lançado em 17 de maio. Mas antes, Zayn divulgou o single ‘What I Am’, que estará na tracklist do projeto.

A ex- estrela do One Direction disse que este álbum vem com o intuito de permitir que os fãs saibam mais sobre ele como “um ser humano” e a vulnerabilidade que ele derramou na música ‘What I Am’ definitivamente reflete isso.

Kacey Musgraves

O vencedor do Grammy, “Golden Hour”, foi o álbum de lua de mel de Kacey Musgraves, cheio de amor e promessa em 2018. Seu seguimento mais dramático, “Star-Crossed” de 2021, acabou sendo seu disco de divórcio, para a maioria das intenções e propósitos. Então, o que uma cantora e compositora faz para um novo projeto, depois de ter coberto com bastante eficácia os polos da reciprocidade e da separação?

A resposta, como ouvida em “Deeper Well”, talvez não surpreendentemente, mostra como aprender a amar novamente. É revelador que ela termine o álbum com uma música intitulada “Nothing to Be Scared Of” e cante como se realmente acreditasse nisso, mesmo sendo ela quem está introduzindo mais do que vestígios de ansiedade nas 12 faixas anteriores. O novo álbum quase conta como um retorno ao estilo de “Golden Hour”, pela tranquilidade melodiosa.

Leia também: “Forever”: saiba como foram as gravações do novo álbum do Bon Jovi

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados