Bruce Springsteen ficou com medo de nunca mais cantar de novo

Bruce Springsteen está de volta à estrada depois de lidar com problemas de saúde, especificamente úlcera péptica. Mas houve um período em que o icônico astro temia que seus dias de cantor tivessem acabado para sempre.

“Você canta com o diafragma. Meu diafragma estava doendo tanto que quando eu fui fazer um esforço para cantar, isso estava me matando, sabe?”, disse recentemente no programa “E Street Radio” da SiriusXM (via Deadline). “Então, eu literalmente não conseguia cantar, sabe, e isso durou dois ou três meses, junto com uma variedade de outros problemas dolorosos.”

Em meio a essa dor, Springsteen admitiu que estava preocupado que sua voz nunca mais voltasse, acrescentando: “Durante esse momento, antes que as pessoas me dissessem: ‘ah, não, você vai ficar bem’, pensei ‘será que vou cantar de novo?. Essa é uma das coisas que mais gosto de fazer, e agora não posso fazer isso’”.

Novidades no setlist

Springsteen foi forçado a adiar uma série de datas da turnê de 2023 por causa de seus problemas de saúde. Muitos dos shows cancelados foram remarcados para este ano. Em 19 de março, ele e a E Street Band retomaram sua turnê mundial.

Aliás, na mesma entrevista ao Sirius XM, Springsteen prometeu que seu setlist daqui para frente vai contar com mais variedades.

“Acho que estamos abordando como se fosse uma nova turnê. Haverá algumas coisas da turnê do ano passado que permanecerão; alguns dos meus clássicos sobre mortalidade e vida. Vou manter essas coisas definidas, mas acho que vou mexer muito mais nas outras partes do set. Portanto, haverá uma seleção de músicas muito mais ampla”.

Springsteen já começou a cumprir essa promessa, tocando “Roll of the Dice” em Las Vegas na noite de sexta-feira, (22), pela primeira vez desde 2017, além de um cover de “Viva Las Vegas” de Elvis Presley pela primeira vez desde 2002.

Honraria inédita para Bruce Springsteen

As letras de Bruce Springsteen moldaram gerações, definiram movimentos e deram palavras à experiência americana. E agora, o seu legado eternizará mais um pedaço da história, à medida que ele se torna o primeiro compositor internacional a ganhar uma nomeação na Ivors Academy Fellow.

Seguindo os passos de Sir Paul McCartney, Kate Bush, Joan Armatrading e Sting, Springsteen receberá as honras na cerimônia The Ivors with Amazon Music em Londres, no dia 23 de maio. 

“Estou orgulhoso de ser o primeiro compositor internacional a ser reconhecido pela The Ivors Academy”, disse Springsteen sobre o prêmio em comunicado. “Além de reconhecer minhas composições, o prêmio é uma homenagem aos fãs e amigos que me apoiaram e ao meu trabalho nos últimos 50 anos”.

Por fim, para comemorar a nova homenagem, Springsteen está lançando um vinil de edição limitada de sua próxima compilação, “The Best of Bruce Springsteen”, em Jersey Devil Red através da Amazon, que é patrocinadora oficial da cerimônia The Ivors. 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados