Comida di Buteco cresce e terá 150 bares concorrendo em São Paulo em 2024

O concurso Comida di Buteco, que elege os melhores bares das cidades participantes, chega com novidades para a edição 2024. Neste ano, a organização decidiu divulgar todos os 1,1 mil concorrentes dos 41 municípios ao mesmo tempo na próxima segunda-feira (25). Antes, cada circuito era revelado em um dia diferente.

A largada será dada em 5 de abril com término em 5 de maio em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte e Goiânia. Nas demais localidades, porém, o tempo é mais curto, e a competição termina em 28 de abril.

No ano passado, de acordo com a empresa responsável, o Comida di Buteco gerou um impacto de R$ 300 milhões na cadeia produtiva. Além das capitais já citadas, também participam os botecos de Curitiba, Florianópolis, Belém, Fortaleza, Manaus, Recife e Brasília. Tudo começou no ano 2000 em BH, e a expansão começou a partir de 2008.

Responsável pela área de comunicação do concurso, Flávia Rocha explica que são poucos os pré-requisitos para o estabelecimento participar. O primeiro é ter o dono trabalhando no negócio, sem terceirização, e o segundo é não ser uma franquia, isto é, não possuir mais que duas unidades em funcionamento.

“Se cresceu, a missão (do Comida) foi cumprida”, ressalta. “É uma corrente do bem, o boteco nunca pagou para participar e nunca vai pagar. Mas é concurso. Os 20% últimos perdem o direito de participar no ano seguinte”, pondera.

Outra novidade para este ano é que o tema do petisco principal é livre. O preço fixo dele nos locais participantes é de R$ 35,00. Os clientes e os jurados oficiais dão nota de 0 a 10 em quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. Os melhores bares de cada circuito passam para um novo júri na disputa nacional, que decide o melhor.

Comida di Buteco na capital paulista

O concurso, cujo slogan em 2024 é “Somos todos buteco”, não para de crescer na cidade de São Paulo. Em 2023, foram 120 bares participantes e, neste ano, serão 150. Assim como nas outras localidades, os botecos paulistanos são visitados pela organização para receberem o aval, e o trabalho para verificação de tudo dura um ano inteiro.

As conhecidas bandeirolas do “Comida”, que enfeitam os bares e restaurantes, bem como os jogos americanos e outros itens, são fornecidos numa parceria com o BaresSP!.

A convite do Comida di Buteco, a Alpha FM e demais veículos de imprensa foram conhecer, nesta terça-feira (19), três dos postulantes a melhor boteco, sendo dois novatos e um já habituado ao páreo. Todos eles são da Zona Oeste, pela ordem: Ministro – Bar e Restaurante (R. Min. Godói, 999), Dibrito Bar & Brasa (Rua Desembargador do Vale, 115) e Pompéia Bar (R. Dr. Augusto de Miranda, 712). O tempo de permanência em cada lugar foi de aproximadamente 40 minutos. A cerveja servida foi da patrocinadora Eisenbahn.

Os dois primeiros serviram entradas à base de salsicha Seara, produto escolhido pelo patrocinador oficial nas cidades paulistas (São Paulo, Campinas, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), ainda que não haja obrigatoriedade e inexista avaliação oficial sobre elas, somente nos petiscos.

Ministro – Bar e Restaurante

Um pouco da história do lugar: Alex Varleaux, o dono, abriu o bar junto de um amigo e elevou o padrão para não se limitar ao público estudantil, já que o estabelecimento é próximo à PUC-SP. Está ansioso por ser o primeiro concurso.

Entrada: crostini com patê de salsicha e pimenta de cheiro.

Petisco: bolinhos de batata doce com gorgonzola e molho ranch e bolinhos de linguiça toscana e creme de banana com molho chimichurri.

Avaliação do repórter: entrada muito boa, petisco bom.

Dibrito Bar & Brasa

Um pouco da história do lugar: o dono Diogo Brito deixou o curso de Economia no primeiro ano da faculdade para se tornar cozinheiro. Abriu o negócio no bairro onde morava durante a pandemia de covid-19 no fim de 2020. Chegou a fechar e reabriu. Também é estreante no Comida di Buteco.

Entrada: espetinhos de salsicha na brasa com queijo coalho e molho chimichurri e salsicha com queijo coalho empanado com maionese da casa.

Petisco: coxa creme defumada e empanada na farinha Panko. Acompanha: maionese picante e coração de frango.

Avaliação do repórter: entrada regular, petisco muito bom.

Pompéia Bar

Um pouco da história do lugar: negócio familiar que sobrevive há 20 anos, já participante do Comida di Buteco, com decoração aprazível, mais tradicional, e “receitas da avó”.

Entrada: batata recheada com calabresa e bacon.

Petisco: Carne de panela desfiada na cachaça, mandioca cremosa, mandiopan com lemmon pepper e palitinho de mandioca com bacon. Acompanha: pasta de alho.

Avaliação do repórter: entrada regular, petisco muito bom.

Nota final: gostos são particulares e críticas, por vezes, demandam mais que uma única prova. Por isso, recomendamos a visita para tirar as próprias conclusões.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados