Courtney Love diz que Taylor Swift “não é importante”

Courtney Love, vocalista do Hole, foi a convidada da vez no website The Standart, da Inglaterra. O bate-papo teve como tema central sua nove série, intitulada “Courtney Love’s Woman”, que terá oito partes e será exibida na BBC Radio 6 Music, juntamente com a BBC Sounds.

No entanto, o que era para ser um espaço de promoção da importância feminina na música, acabou se tornando um palco para Courtney dar sua opinião sobre artistas de peso do cenário atual. Assim, Love citou a popstar Taylor Swift, afirmando que a cantora “não é importante”.

“Taylor não é importante”, disse durante a entrevista. “Ela pode representar um espaço seguro para meninas e provavelmente é a Madonna do momento, mas não é interessante como artista”, completou. Contudo, mesmo citando o nome da Rainha do Pop, Courtney também teceu comentários ácidos sobre ela, dizendo: “Eu não gosto dela e ela não gosta de mim”.

Nem mesmo Beyoncé escapou da vocalista do Hole. Apesar de comentar que gosta da Queen B, Courtney declarou que suas músicas atuais não descem mais do mesmo jeito de antes.

“Eu gosto da ideia de Beyoncé fazer um disco country porque é sobre mulheres negras entrando em espaços onde antes apenas mulheres brancas eram permitidas. Como conceito, eu adoro. Eu simplesmente não gosto da música dela”, explicou.

Sobre sua personalidade, Courtney Love concorda sobre ser ‘desagradável’: “Disseram que eu era desagradável. Sim, sou completamente desagradável e nunca vou me desculpar por isso. Sempre quis ser conhecida como uma va***. Ser querido nunca foi minha praia”.

De quem Courtney Love gosta?

Apesar de parecer que é a maior crítica musical de todos os tempos, Courtney citou alguns nomes de quem gosta. Por exemplo, Patti Smith está presente em seus fones desde sua infância, quando a ouvia no centro juvenil aos 11 anos. Nina Simone, Julie London, Joni Mitchell e PJ Harvey também entram nessa prestigiada lista.

Ademais, ela também revelou ter um carinho especial por Deborah Harry por tê-la ouvido quando estava em um lar adotivo.

Leia também: Paul McCartney apoia a nova versão do filme “Let It Be”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados