Cyndi Lauper realmente odiou gravar “We Are The World”? Cantora responde

Durante entrevista de 2018, cantora revelou os bastidores por trás da música e explicou conflito com Quincy Jones

Por meio da iniciativa USA for Africa, 45 artistas reuniram-se em 1985 para gravar a faixa “We Are The World”, composta por Lionel Richie e Michael Jackson e produzida por Quincy Jones. Entre eles, estava a cantora Cyndi Lauper que, conforme relato, não gostou de participar da gravação.

“Não foram os roqueiros que reclamaram da música. Foi Cyndi Lauper. Ela pediu a um empresário que veio até mim e disse: ‘os roqueiros não gostaram da música’. Eu sei como isso funciona. Falamos com Springsteen, Hall & Oates, Billy Joel e todos eles disseram: ‘adoramos a música’. Então eu disse [para Lauper], ‘ok, você pode simplesmente parar com isso e ir embora’. E ela estava estragando cada take da música porque seu colar ou pulseira ficava chacoalhando no microfone. Foi só ela que teve um problema”, disse Jones para a Vulture.

Contudo, ela explica que não foi bem assim. Conversando com o apresentador Andy Cohen em 2018, a artista contou os bastidores e revelou se, realmente, odiou “We Are The World”:

“A coisa toda com Quincy Jones, na verdade, ter de remover minhas joias foi um pé no saco, eu nem tinha percebido que elas faziam barulho, mas eu sempre fui educada com ele e eu nunca diria pra ele que eu odiei a música. Eu contei isso pro meu empresário. É que ele não deveria ter contado nada pro empresário. Eu lembrei do “Feed The World” [da música “Do They Know It’s Christmas?”]. E eu meio que me envolvi tanto com essa faixa.”

Documentário sobre “We Are The World”

Chamada de “The Greatest Night In Pop”, a produção da Netflix lançada no mês passado revelou os bastidores por trás da criação do single, com imagens de arquivo e entrevistas. A estreia acontecerá no dia 29 de janeiro na plataforma!

“Em uma noite de janeiro de 1985, as maiores estrelas da música se reuniram para gravar ‘We Are the World’. Este documentário mostra os bastidores desse evento histórico”, diz a sinopse. “Contada por meio de incríveis imagens de arquivo dos bastidores e entrevistas com a realeza da música, essa é a extraordinária história da maior noite do pop.”

 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados