Dia do Goleiro: os maiores de São Paulo e Corinthians têm o mesmo gosto musical

O Dia do Goleiro é lembrado no Brasil nesta sexta-feira (26). Em contraste com a maioria das datas comemorativas, que fazem referência a personalidades que já faleceram, esta veio para homenagear uma pessoa viva: Hailton Corrêa de Arruda, o Manga.

O tributo ao ex-goleiro da seleção brasileira, ídolo de Botafogo-RJ e Internacional, veio em 1975, quando se sagrou campeão nacional pelo clube de Porto Alegre. Manga nasceu em 26 de abril de 1937 e chegou ao 87º aniversário nesta sexta.

Para marcar a data, agregando a nossa especialidade, a música, vamos falar do gosto musical dos maiores goleiros da história de São Paulo e Corinthians. Neste caso, aliás, não há rivalidade.

“O Mito” Rogério Ceni

Rogério Ceni é, discutivelmente, o maior jogador do Tricolor em todos os tempos. Em primeiro lugar, são 16 títulos. Em segundo lugar, um recorde de 1237 partidas com 131 gols, maior marca para um goleiro em qualquer parte do planeta. O “Mito” se aposentou em 2015 e, hoje, é treinador do Bahia.

Quando jogador e já com status de ídolo, o goleiro tinha licença para mandar um pouco mais que os outros. Por mais de quatro anos consecutivos, a música “Hells Bells”, da banda australiana de rock AC/DC, introduziu a subida do time do São Paulo ao gramado do estádio do Morumbi. A faixa foi escolha de Ceni.

Em 27 de abril de 2011, quando marcou o 100º gol na carreira sobre o Corinthians, na Arena Barueri, Rogério Ceni pediu música. Como parte da brincadeira do Fantástico, da TV Globo, escolheu “You Shook Me All Night Long”, também do AC/DC.

“O Gigante” Cássio

Hora de passar ao lado alvinegro. Cássio, que segue ativo na meta do Corinthians, ainda que criticado, tem mais de 700 jogos pelo Timão. Na história, ele só fica atrás de Wladimir, como jogador que mais atuou. São nove títulos, incluindo um Mundial de Clubes.

No ano da consagração intercontinental, em 2012, o goleiro revelou que, assim como Rogério Ceni, é fã de rock. O gosto, conforme o arqueiro, floresceu quando morou nos Países Baixos, onde defendeu o PSV Eindhoven por cinco temporadas.

Na lista de bandas favoritas do “Gigante” corintiano, estavam System Of a Down, CPM22, Foo Fighters, Rolling Stones e AC/DC. De novo, aparece o grupo australiano. Naquele ano, Cássio também compareceu a um show do Linkin Park, em São Paulo. Em uma entrevista, o goleiro contou que “O Mundo Dá Voltas”, do CPM22, o motivou durante os jogos da vitoriosa Libertadores de 2012.

Siga a Alpha FM para ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo da música, entretenimento e cultura

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados