Dia Internacional da Dança: peças em cartaz em SP para conhecer

O Dia Internacional da Dança está se aproximando! A data foi criada com o intuito de celebrar esta arte que move pessoas ao redor do mundo. Contudo, sem nenhuma palavra e somente com os movimentos do corpo, um dançarino consegue expressar emoções universais e até contar histórias.

Atualmente, a dança está em diversas formas. Seja numa peça de teatro musical, num espetáculo de ballet clássico ou em uma apresentação de dança contemporânea, a coreografia é sempre um elemento essencial.

Por conta disso, a Alpha te conta algumas peças em cartaz que trazem a dança na sua composição. Assim sendo, confira a lista:

Musical Cabaret no Teatro Santander

Primeiro dica para o Dia Internacional da Dança! O musical “Cabaret” é uma produção em parceria com os diretores Kleber Montanheiro e Marília Toledo. Baseada no espetáculo do dramaturgo John Van Druten, a história se passa em Berlin nos anos 1930 e acompanha uma cantora e dançarina americana que se envolve com um professor inglês e um nobre alemão. Sobretudo, a proposta do espetáculo é que a versão brasileira seja completamente distante do filme de outras montagens realizadas.

Tarsila: a Brasileira no Teatro Santander 

Um musical sobre um dos movimentos de artes mais importantes da história brasileira. “Tarsila: a Brasileira” aborda a biografia da pintora Tarsila do Amaral e o movimento modernista. Com sessões de sexta a domingo, os cenários e as coreografias exploram os desdobramentos desta revolução na cultura brasileira.

A Vedete do Brasil, no Teatro FAAP 

Protagonizado por Suely Franco, “A Vedete do Brasil: Um Musical Brasileiro” narra a trajetória da ex-vedete, cantora e atriz Virgínia Lane. Ademais, durante os preparativos para sua última ceia de Natal, a artista repassa momentos de sua vida em diálogo com sua versão mais jovem, enquanto apara arestas na relação com a filha. Aliás, a temporada vai até o dia 28 de abril.

Ópera O Barbeiro de Sevilha, no Teatro Bradesco 

Engana-se quem pensa que para fazer ópera é necessário ter somente um bom alcance vocal. Muitas das produções envolvem grande fôlego, capacidade física e coordenação motora. Aliás, o espetáculo fica em cartaz até o dia 21 de abril e conta a história de Figaro, o barbeiro. Em suma, o público conhece as trapalhadas do protagonista ao tentar ajudar seu amigo, o Conde Almaviva, a conquistar o coração de Rosina.

Cantando na Chuva, no Teatro Sérgio Cardoso 

Qual dica seria melhor para o Dia Internacional da Dança do que o musical mais famoso de todos os tempos? O longa-metragem Cantando na Chuva já tinha números de dança complexos, junto aos vocais de Gene Kelly e Debbie Reynolds. Portanto, agora, o roteiro ganha uma nova adaptação para o teatro musical, em cartaz no Teatro Sérgio Cardoso.

Le Bizu, na Galeria Olido 

Com trilha sonora ao vivo, o espetáculo reproduz sucessos de Alcione, Reginaldo Rossi, Waldick Soriano, Tim Maia, Peninha, Jane & Herondy, entre outros. Através das letras e com charmosos momentos e coreografias cheias de paixão, são narradas as histórias que marcaram momentos da boate Le Bizu, primeira boate da família Prudêncio, em 1974, em Poção de Pedras, interior do Maranhão. Uma homenagem aos avós do diretor, Kelson Barros, que buscou realizar um trabalho para ser assistido em família. Aliás, a peça é uma obra para dançar o romantismo das músicas de baile das décadas de 1970 e 1980, repleto de clássicos da MPB.

Leia também: Netflix divulga primeira prévia da série baseada no clássico da literatura “Cem Anos de Solidão”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados