Além do Suicidal Tendencies: confira todas as atrações do Esquenta RockFun Fest

A banda norte-americana Suicidal Tendencies anunciou uma série de apresentações pelo Brasil em julho, como parte da “‘Nós Somos Família”. Originário da Califórnia, o grupo passará por quatro cidades durante o mês de julho, com um destaque especial para uma apresentação gratuita em São Paulo durante o Esquenta RockFun Fest, no Centro Esportivo Tietê.

A sequência de performances começa no Rio de Janeiro em 12 de julho, seguida por shows em São Paulo, no dia seguinte, Curitiba e Belo Horizonte. Será a primeira passagem dos músicos com baterista Jay Weinberg, ex-membro do Slipknot. 

Mas o grupo não é a única atração a integrar o Esquenta Rockfun Fest. Oitão, Inocentes, Korzus, Cali, além da banda vencedora do concurso promovido pela organização No Corre, também compõem a programação.

Apesar do evento contar com entrada franca, é necessário retirar o ingresso no site Sympla. No momento, os tíquetes encontram-se esgotados. 

“O Esquenta do RockFun Fest será um momento especial, em celebração do Rock, que proporcionará ao público uma prévia do que está por vir no RockFun Fest. Pensamos em um line up que reforça a pluralidade do evento e traz uma banda internacional, antecipando o novo posicionamento do festival, que contará com artistas de fora”, afirmou o criador Fabrício Ravelli em comunicado.

Confira mais detalhes sobre as outras atrações do Esquenta RockFun Fest abaixo: 

Oitão

Henrique Fogaça é mais conhecido por sua maestria na cozinha, como jurado do programa de televisão “MasterChef Brasil”, mas sua paixão pela música também é uma parte integral de sua vida. Ele é o vocalista da banda Oitão, um projeto que vai além das panelas e fogões, explorando os ritmos e as letras intensas do hardcore brasileiro.

Liderada por Fogaça, a banda, sem dúvida, não é apenas mais uma banda no cenário musical nacional. Com uma mistura de punk rock, metal e hardcore, eles trazem uma energia autêntica e visceral para o palco. As letras, muitas vezes profundas e provocativas, refletem as experiências e observações de Fogaça sobre o mundo ao seu redor.

Korzus

Korzus é uma banda brasileira de thrash metal formada na cidade de São Paulo em meados da década de 1980. Com uma trajetória que abrange mais de três décadas, o grupo consolidou sua posição como uma das referências do metal nacional.

Com influências que variam de bandas clássicas como Metallica e Slayer a nomes do metal nacional como Sepultura, a banda conquistou um som único. Em suma, caracterizado por riffs agressivos, letras contundentes e uma presença de palco eletrizante.

Ao longo dos anos, o Korzus lançou uma série de álbuns aclamados pela crítica e pelos fãs, incluindo “Korzus Ao Vivo” (1990), “Mass Illusion” (1991), “KZS” (1995), “Ties of Blood” (2004) e “Discipline of Hate” (2010).

Inocentes

Em suma, os Inocentes são uma das bandas mais emblemáticas e influentes do cenário punk rock brasileiro. Formada em São Paulo, no final da década de 1970, a banda emergiu como parte integrante da explosão punk que varreu o país na época. Aliás, o grupo é formado por ex-integrantes de duas bandas da periferia de São Paulo, o Restos de Nada e o Condutores de Cadáver.

O álbum de estreia dos Inocentes, “O Barulho dos Inocentes” (1982), é considerado um marco do punk nacional e apresenta alguns dos hinos mais emblemáticos do gênero no Brasil. Faixas como “Pânico em SP” e “Aprendi a Odiar” capturam a essência da juventude marginalizada e rebelde da época.

Cali

Em 2017, Egypcio (ex-Tihuana e Urbana Legion) – ao lado do parceiro Digão Bessa – estava compondo material para um possível primeiro álbum solo. Posteriormente, com o projeto já em andamento, convidou Leo Rota para gravar as guitarras e Fouad (que trabalhou com Tihuana e Capital Inicial) a percussão.

“E depois de ter gravado todas as baterias do disco maravilhosamente bem, Graveto (ex-Charlie Brown Jr / Strike) tinha seu lugar na banda”, diz Egypcio. Com o perfeito entrosamento e a química entre os músicos no estúdio nasceu a CALI.

Aliás, a primeira obra foi gravada entre julho de 2018 e início de 2019 no Electrosound Estúdios, em Santos. Em suma, o álbum traz 13 faixas inéditas e autorais. Para a produção, a CALI trabalhou ao lado de André Freitas e Marcão, integrantes da Bula.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados