I Am: Celine Dion: documentário mostra dificuldades e resiliência da cantora com a SPR

Obra está disponível no Prime Video.

O documentário de Céline Dion já está disponível no catálogo do Prime Video. Na última semana, a cantora passou por alguns eventos em apoio ao material, que foca em sua luta contra a Síndrome da Pessoa Rígida (SPR).

Sobretudo, com produção de Irene Taylor, a obra funciona mesclando diversas cenas marcantes da carreira da artista canadense. Em sua maioria, Dion aparece ao lado dos dois filhos, Nelson e Eddy, que puderam ter a mãe mais próxima, já que ela precisou deixar os palcos em razão de seu diagnóstico.

Sobre a doença, Céline aparece emocionada em todas as vezes que comenta sobre o tema. Além de tentar explicar como são as dores físicas da SPR, a cantora também demonstra o peso emocional em ter deixado de lado sua carreira.

“Ainda não posso usar a minha voz. Eu sinto muito falta da música. Mas também das pessoas. Sinto saudade”, declara.

Assim, ao longo de quase 2 horas de duração, o documentário também explora cenas de bastidores de gravações antigas, exibindo o poder de sua voz. Ao voltar para a realidade, a artista compartilha as dificuldades em atingir as notas que antes saiam com perfeição.

Simultaneamente, Céline Dion exibe diversas cápsulas de remédios diferentes que a ajudam na recuperação. No geral, a Síndrome da Pessoa Rígida atinge o sistema nervoso e provoca paralisações, além de atingir outros locais, como as cordas vocais.

Aliás, isto é retratado explicitamente, quando ela aparece tendo um crise de espasmos na vez em que compareceu a um estúdio de gravação. “O que vou fazer? Se não posso ficar estimulada pelo que amo, então quando eu subir no palco, você vai pôr o oxímetro em mim e me virar de costas?”, questiona ela, abalada pelo o que aconteceu.

Céline Dion além de sua síndrome

Apesar das dificuldades, “I Am: Céline Dion” também mostra a resiliência da ícone pop mesmo em meio a todas as adversidades da vida.

Igualmente, a obra mostra outras versões dela mesma fora a música, como o cuidado com a maternidade, a relação de zelo com suas conquistas, além da importância de suas origens fazendo parte de uma família de 13 irmãos.

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados