Jon Bon Jovi reflete sobre a fama: “nada pode te preparar para isso”

Vocalista do Bon Jovi falou sobre o tema enquanto abordava o álbum "Slippery When Wet" (1986), que inclui o hit "Livin' On a Prayer"

Jon Bon Jovi fez uma reflexão sobre o sucesso do álbum “Slippery When Wet” (1986) durante recente entrevista. Conversando com a rádio 955KLOS, o vocalista do Bon Jovi admitiu que o disco, que inclui o hit “Livin’ On a Prayer”, trouxe uma fama inimaginável à banda.

Conforme transcrição da Ultimate Guitar, destacou:

“Tínhamos lançado outros dois álbuns e tivemos certo sucesso com ambos. E, no entanto, não estávamos em posição de ser a atração principal dos festivais. Mas tínhamos experiência: tínhamos viajado pelo mundo, estivemos na Europa, Ásia, e Austrália. E agora, com este terceiro disco, estávamos meio que prontos para o tipo de sucesso com o qual fomos abençoados.”

Por fim, acrescentou:

“Nunca imaginaríamos que ‘Slippery When Wet’ virasse um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos. Mas no geral, a partir daí fomos bem-sucedido. Tudo dependia de ‘Slippery’, e então lançamos o disco ‘New Jersey’ e tivemos mais cinco singles no top 10 das paradas, e então saiu o ‘Blaze of Glory’, recebemos vários prêmios, elogios ao filme ‘ Young Guns II’. E assim foi. Mas nada pode te preparar para esse tipo de sucesso. Você apenas lidar com isso, ir se ajustando e torcer para passar por isso bem.” 

Jon Bon Jovi e os problemas de saúde

Recentemente, Jon Bon Jovi precisou passar por uma cirurgia. Durante o evento PollStar Event 2024, conforme transcrição do Ultimate Classic Rock, o vocalista contou que uma de suas cordas vocais ficou atrofiada e, por isso, enfrentou um procedimento chamado “medialização”. Ou seja, um tratamento cirúrgico para paralisia das cordas vocais.

O cantor descreveu a recuperação como complicada. Isso porque nunca tinha vivenciado uma situação parecida.

“Agora isso é público, mas fiz uma grande cirurgia reconstrutiva em minhas cordas vocais e nunca tive nada parecido com isso. Então tem sido um caminho difícil, mas encontrei um médico na Filadélfia que fez uma coisa chamada medialização, porque uma das minhas cordas estava literalmente atrofiada”, contou inicialmente. 

Sendo assim, não deve realizar nenhuma turnê neste ano – apesar dos boatos de que viria para o Brasil em breve. Para ele, o mais importante é mostrar um desempenho excepcional em cima do palco.

“Minha saúde tem sido, antes de tudo, um tema de discussão. Estou no caminho certo para a recuperação, se eu não puder ser ótimo, estou fora.”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados