Kurt Cobain já rasgou elogios para bandas de rock brasileiras; relembre

Momento aconteceu em 1993.

Considerado uma lenda da música, Kurt Cobain sempre apoiou e reconheceu o sucesso, bem como a importância, de outras obras artísticas concorrentes à sua. Surpreendentemente, o Brasil está incluído nesta lista.

Em uma entrevista exibida em janeiro de 1993 pelo MTV, o fundador e vocalista do Nirvana citou Arnaldo Baptista, juntamente com Os Mutantes, como grande influência. “Arnaldo Baptista…é assim que se pronuncia?”, diz ele. O entrevistador o pergunta como ele conheceu a banda brasileira:

“Meu amigo, Bill Bartell. Ele tem uma gravadora, era do White Flag, amigo do Redd Kross. Era um cara legal, ele tem um bigode. Ele me mandou uma fita com os dois primeiros discos, há um mês, e disse: ‘Quando você for ao Brasil, precisa dizer para todo mundo que é uma banda muito legal’. Eu concordo com ele, é uma banda muito maneira e que teve grande influência”, declarou, em seguida.

“Eu respeito muito eles. Pelo que li deles… eles foram muito revolucionários. Eles faziam as suas próprias caixas de efeito, suas próprias caixas de fuzz. E também eram muitos polêmicos, eles tinham muita coragem para fazer coisas desse tipo no meio da sociedade militar que acontecia ali. E acho isso muito legal”, finaliza Kurt.

Contudo, se engana quem pensa que a interação parou por aí. O cantor também teria escrito um bilhete para Baptista, com a seguinte mensagem: “Arnaldo, te desejo o melhor e cuidado com o sistema. Eles te engolem e te cospem de volta como o caroço de uma cereja marrasquino. Com amor, Bill Bartell da Gasatanka Records e White Flag e Kurt Cobain do Nirvana”.

Kurt Cobain: 3 décadas desde sua partida

Há exatas três décadas, Kurt Cobain nos deixava. Aos 27 anos, o líder do Nirvana, no auge de sua carreira, cometeu suicídio, o que, por consequência, também encerrou a trajetória da banda.

Leia também: 5 livros essenciais para conhecer Kurt Cobain

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados