Linkin Park pode retomar as atividades com nova formação; entenda todos os rumores

Segundo a Billboard, três integrantes da banda retornarão à estrada com uma vocalista mulher; não há nada anunciado oficialmente

O Linkin Park encerrou suas atividades em 2017, com o falecimento do vocalista Chester Bennington. De lá para cá, os membros remanescentes até comentaram sobre um possível retorno, mas nada chegou a ser executado.

Na verdade, as maiores novidades só vieram recentemente. Primeiro, com a reedição do álbum “Meteora” (2003). Depois, com o lançamento da inédita “Friendly Fire” – gravada nas sessões do álbum “One More Light” (2017) e presente na coletânea “Papercuts (Singles Collection 2000–2023)”.

Fato é que toda movimentação gerou dúvida nos fãs: isso significaria uma possível reunião? Bem, em fevereiro do ano passado, conversando com a rádio KROQ (via NME), o vocalista e multi-instrumentista Mike Shinoda revelou que muitas coisas estavam sendo conversadas e que a única possibilidade fora de cogitação, à época, era uma turnê.

Aparentemente, agora, voltar à estrada não parece mais impossível. Isso porque Jay Gordon, cantor do Orgy que trabalhou com o Linkin Park no passado, contou à estação KCAL-FM em abril que ouviu dizer que “eles estão com uma cantora mulher agora”. Diante da repercussão, voltou atrás em seus comentários e apenas limitou-se a dizer nas redes sociais que não sabia “nada sobre isso”.

Reunião do Linkin Park é mesmo verdade?

Contudo, a história ganhou um novo capítulo. No fim do último mês, a Billboard apurou com fontes próximas que uma série de shows para o ano que vem está mesmo no radar de alguns dos músico. A ideia é realizá-los com, de fato, uma mulher nos vocais, conforme o veículo:

“Três membros do Linkin Park estão considerando uma possível turnê de reunião em 2025 e estão considerando contratar uma vocalista para suceder o falecido vocalista Chester Bennington. Uma agência está aceitando ofertas para uma possível turnê do Linkin Park, além de shows em festivais com Mike Shinoda , Brad Delson e Dave Farrell. A banda não indicou quem cantará.”

Não há nenhum nome cotado para a vaga atualmente. Surgiram boatos envolvendo Bonnie Fraser, do Stand Atlantic, e Amy Lee, do Evanescence, mas a própria negou à iHeart Radio Canada. “Não fui contatada nem nada parecido, mas sou uma grande fã”, declarou.

Vale destacar que, em 2019, Shinoda contou nas redes sociais que o processo de achar um substituto deveria ocorrer de maneira natural: “Acho que isso tem que acontecer naturalmente. E se encontrarmos alguém que seja uma ótima pessoa e que acreditamos que se encaixe bem na personalidade e no estilo, poderíamos tentar. Não por uma questão de substituir… eu nunca gostaria de sentir que estamos substituindo Chester.”

No passado, o integrante já havia destacado que uma turnê com holograma do saudoso vocalista jamais aconteceria, mas deixou claro que ainda não era o fim do LP: “Tenho toda a intenção de continuar com o LP e os caras sentem o mesmo. Temos muita coisa para reconstruir e perguntas a responder, por isso levará tempo”, tweetou em 2018. 

 

 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados