Por que o Lollapalooza acontece no Autódromo de Interlagos?

Localizado na cidade de São Paulo, o Autódromo José Carlos Pace, mais conhecido como Autódromo de Interlagos, é um ícone do automobilismo brasileiro e internacional. Seu nome é uma homenagem ao piloto brasileiro José Carlos Pace, que faleceu em 1977.

Inaugurado em 1940, o circuito passou por diversas reformas ao longo dos anos para se adequar aos padrões internacionais de segurança e para receber os mais prestigiados eventos de carro do mundo. Com uma extensão de 4.309 metros, Interlagos desafia os pilotos com suas curvas desafiadoras e retas de alta velocidade.

O autódromo é palco de diversas ocasiões importantes, sendo o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 o mais destacado deles. Desde 1973, Interlagos recebe anualmente uma das etapas do campeonato mundial de Fórmula 1, proporcionando momentos épicos e emocionantes para os fãs do esporte.

Entre as diversas reformas pelas quais passou, a partir dos anos 60, a mais recente transformou o Autódromo de Interlagos em um espaço multiuso, como lançamentos de carros, shows e até carnaval fora de época.

A estreia do Lollapalooza

Sobretudo, a maior mudança no espaço, sem dúvida, é em relação de ter virado o point para sediar os maiores festivais em São Paulo, como o The Town e Lollapalooza. Mas por que o Autódromo se transformou na casa para os grandes eventos? 

Em sua primeira edição, o Lolla aconteceu no Jockey Club, espaço atrelado ao hipismo e corrida de cavalos. Porém, a relação entre o festival e o local não foram das melhores, diversos problemas surgiram durante e pós o evento. 

Provavelmente, duas das principais razões para o evento ter deixado o Jockey são a associação de moradores do local e a expansão do público do festival.

No Jockey , o som das atrações rendia tantas reclamações da vizinhança que, para evitar dores de cabeça, o evento mudou de endereço.

Além disso, ele cresceu de plateia, saltando de 60 mil pessoas a 80 mil, segundo sua organização. E a partir de 2017, o Lolla passou a ter públicos de 100 mil, quantidade impossível de ser suportada no antigo local. 

Por outro lado, o acúmulo de lama e a dificuldade de se mover, também trouxeram feedbacks negativos do público. O Jockey chegou a sediar outro megafestival, em 2015, o Brahma Valley, e também ouviu as mesmas críticas.

Porque o Autódromo de Interlagos?

Para os profissionais do mercado de shows, não existe nenhuma outra área em São Paulo que comporte um público de 50 mil ou mais pessoas. Não nos moldes de um festival que oferte palcos simultâneos e dispense a irritação da vizinhança local.

No caso de estádios, por exemplo, mesmo com um bom planejamento, seria difícil impedir que os sons dos palcos se sobrepusessem. Além disso, por ser um espaço limitado, não supriria todas as necessidades da multidão presente.

O Autódromo de Interlagos oferece uma área extensa, o que permite, em suma, a montagem de múltiplos palcos, áreas de alimentação, banheiros, estandes de patrocinadores, entre outros espaços necessários para um festival de música de grande porte como o Lollapalooza.

Além da infraestrutura de transporte, o Autódromo de Interlagos está localizado em uma área acessível, com várias opções de hospedagem nas proximidades para aqueles que vêm de outras cidades ou países.

Por fim, o espaço conta com uma infraestrutura que facilita a organização do festival, incluindo zonas para backstage, estacionamento, áreas de segurança e serviços de emergência. O local também é adequado para lidar com questões de logísticas como controle de multidões e acesso controlado.

O Lollapalooza originalmente começou nos Estados Unidos em 1991, idealizado por Perry Farrell, vocalista da banda Jane’s Addiction. Inclusive, o criador do festival já falou sobre o espaço que sedia o evento no Brasil e não poupou os elogios. “A localização é uma das minhas favoritas no mundo por causa dos diferentes níveis (do terreno)”, diz Farrell. “Esses ‘anfiteatros naturais’ que você consegue por causa da pista não acontecem em nenhum outro lugar do mundo. Você pode ter mais de 80 mil pessoas, e você ser o 80.001º, e mesmo assim ver o palco de cima do morro se quiser”, disse ele sobre Interlagos.

Leia também: Os shows que você não pode perder no Lollapalooza

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados