Maior terremoto em 25 anos destrói prédios e deixa 9 mortos em Taiwan

Parte do Japão chegou a entrar em estado de alerta para tsunamis na manhã desta quarta-feira (3), pelo horário local (ainda noite de terça-feira no Brasil), por causa de um terremoto em Taiwan. O tremor teve magnitude de 7,7, de acordo com a revisão da Agência Meteorólogica japonesa, que antes havia atestado 7,5. O número de mortos chega a nove com mais de 800 feridos.

Moradores da principal ilha de Okinawa foram evacuados para uma base militar. Autoridades do país, porém, rebaixaram de alerta para aviso o risco sobre o nível das ondas. Quatro áreas das Filipinas (Ilhas Batanes, Cagayan, Ilocos Norte e Isabela) também ficaram em alerta. A orientação era para que os residentes se deslocassem para o interior ou procurassem as áreas mais altas.

O departamento meteorológico de Taiwan afirmou que esse foi o terremoto mais forte sentido na província desde 1999. O epicentro, segundo o órgão, ocorreu a 25 km a sudeste da cidade de Hualien, onde a agência de notícias Associated Press flagrou um prédio quase totalmente tombado. Outros edifícios acabaram destruídos.

Conforme a agência taiwanesa, “agitações violentas foram sentidas na capital Taipei, com tremores secundários continuando ao longo do dia”. Ainda segundo a nota oficial, “o terremoto ocorreu durante a hora do rush matinal, provocando uma breve suspensão do serviço de metrô da cidade, e alguns escritórios e escolas disseram que enviariam funcionários para casa”.

A operadora de eletricidade de Taiwan, Taipower, confirma que mais de 87 mil clientes estão sem energia elétrica por consequências do terremoto. Autoridades seguem vasculhando prédios e imóveis atrás de outras possíveis vítimas. A ordem foi de esvaziamento em vários estabelecimentos e moradias logo após o abalo.

*Atualizado às 8h30

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados