Miley Cyrus elogia Beyoncé após lançamento de “Cowboy Carter”

Artistas fizeram uma parceria na faixa “II Most Wanted”, presente no disco disponibilizado nesta sexta-feira (29)

Beyoncé agitou o mundo da música ao lançar, nesta sexta-feira (29), o álbum “Cowboy Carter” – segunda ato do disco “Renaissance”. Em suma, o projeto possui várias colaborações, incluindo uma participação especial de Miley Cyrus na faixa “II Most Wanted”.

Diante da parceria, Cyrus divulgou a música nas redes sociais e aproveitou o momento para elogiar a Queen B. Em publicação, a intérprete de “Flowers” destacou o amor e admiração pela colega de trabalho.

“II Most Wanted já está disponível no novo álbum da Beyoncé. Eu amo Beyoncé muito antes de ter a oportunidade de conhecê-la e trabalhar com ela. Minha admiração é muito mais profunda agora que trabalhamos juntas. Obrigada, Beyoncé, do fundo do meu coração.”

Por fim, ouça abaixo:

Aparentemente, a canção usa trecho da melodia de “Landslide”, clássico lançado pelo Fleetwood Mac em 1975 . A letra parece ter sido inspirada no casamento de Gloria Carter, sogra de Beyoncé.

“Cowboy Carter” não é um álbum country

Apesar das fortes especulações que limitavam seu novo trabalho a um gênero musical, a cantora afirmou que “Cowboy Carter” não é um álbum de country, mas um “álbum de Beyoncé”.

Aliás, no início das promoções do vindouro disco, seus fãs chegaram a pressionar uma rádio de músicas countries para incluir na programação as faixas  “TEXAS HOLD ‘EM” e “16 CARRIAGES”, primeiros singles do projeto.

Além de Miley, outras colaborações fazem parte do projeto. Entre os nomes, estão: Post Malone, Tanner Adell, Dolly Parton, Willie Jones, Willie Nelson e Shaboozey. Ao todo, o trabalho se constrói em 27 músicas inéditas, totalizando 1 hora e 18 minutos de duração.

Ainda, há uma releitura do famoso hit dos Beatles, “BlackBird“, parte do álbum homônimo (conhecido como “White Album”) de 1968. Inclusive, a escolha pela obra da eterna banda não é à toa: o sucesso traz referências ao movimento que lutou pelo fim da discriminação racial nos Estados Unidos.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados