O que Paul McCartney achou do filme Yesterday?

O filme “Yesterday – A Trilha do Sucesso”, lançado no Brasil em agosto de 2019, narra a história de um cantor que, após sofrer um acidente, acorda em uma realidade fantasiosa em que ninguém conhece a maior banda de todos os tempos: The Beatles.

O personagem Jack Malik (Himesh Patel) começa, então, a fazer sucesso, cantando a “novidade” para o público na pequena cidade inglesa de Lowestoft. A fama meteórica atrai a atenção do astro pop Ed Sheeran, que participa do filme, mas afasta a amiga Ellie Appleton (Lily James), que se revela apaixonada por Jack.

Como o spoiler já passou dos limites, paramos por aqui. Quem ficou interessado pode buscar a comédia romântica britânica no Amazon Prime Video, Apple TV e locadoras online. O longa-metragem, de quase duas horas de duração, recebeu cinco indicações para quatro diferentes prêmios sem faturar nenhum.

Paul McCartney detestou a ideia, mas gostou do filme

Sir. Paul McCartney, 81, um dos dois ex-Beatles vivo (o outro é o baterista Ringo Starr, 83), disse que gostou do filme. Em uma entrevista ao apresentador americano Stephen Colbert no programa de TV The Late Show (CBS), McCartney considerou a produção “legal”.

O cantor e compositor falou que foi convidado a participar da exibição oficial, porém, preferiu ir a uma sessão comum com a esposa Nancy Shevell em um cinema na luxuosa vila novaiorquina de Hamptons. Segundo ele, apenas um casal reparou que o artista estava lá, o que motivou algumas risadas.

Quando a comédia era apenas um projeto, Paul McCartney revelou, em outra entrevista, que estava cético. “Richard Curtis (roteirista) escreveu para mim e me mostrou a ideia e eu pensei: ‘essa é uma ideia terrível.’ Mas eu não podia dizer isso para ele, então disse: ‘bom, isso parece interessante – boa sorte.’ E não pensei mais nisso. E aí alguém me disse que Danny Boyle ia dirigir, e pensei: ‘eles acham que vai dar certo.”

Yesterday é também o nome de uma das músicas mais conhecidas de The Beatles. A canção foi gravada em 1965 para o álbum Help!. A Stephen Colbert, McCartney disse que tudo começou em um sonho. Ele contou que, certo dia, acordou e saiu tocando algo no piano que não sabia o que era. Pensou, inicialmente, ser algo conhecido e descobriu que era algo novo.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados