Oscar 2024: Relembre os filmes mais icônicos de Martin Scorsese

Quando pensamos em cinema, é impossível não lembrar do diretor e roteirista Martin Scorsese. O cineasta é responsável por diversos clássicos da indústria cinematográfica, e até hoje traz produções que dialogam com o nosso tempo. Na edição de 2024 do Oscar, Scorsese foi indicado na categoria “Melhor Direção” e “Melhor Filme” por “Assassinos da Lua das Flores”. Em síntese, a produção aborda a questão indígena nos Estados Unidos e a busca desenfreada pelo petróleo. Aliás, histórias reais inspiraram o roteiro e um livro reportagem conta todo o caso.

Ademais, aproveitando o momento da indicação do diretor, a Alpha te relembra algumas das produções mais icônicas do diretor:

Taxi Driver (1976)

Considerado até hoje por muitos um clássico do cinema, “Taxi Driver” conta a história de um motorista de táxi de Nova York que também é um veterano da Guerra do Vietnã. Apesar de seu olhar endurecido sobre a vida, ele torna a sua missão de vida ajudar uma prostituta de 12 anos que entra em seu táxi para buscar refúgio.

Ilha do Medo (2010)

O final deste filme é lembrado por sua imprevisibilidade. O roteiro se passa na década de 50, quando uma assassina foge e o detetive Teddy Daniels precisam investigar o desaparecimento. No entanto, aos poucos, uma rebelião começa e o agente terá que enfrentar seus próprios medos.

Os Infiltrados (2006)

Segundo a sinopse oficial, “Billy Costigan, um jovem policial, recebe a missão de se infiltrar na máfia, no grupo comandado por Frank Costello. Billy conquista sua confiança ao mesmo tempo em que Colin Sullivan, um criminoso que atuou na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. Tanto Billy quanto Colin se sentem aflitos devido à vida dupla que levam. Mas, quando a máfia e a polícia descobrem que há um espião entre eles, a vida de ambos passa a correr perigo.”

Aliás, a produção foi premiada com o Oscar de Melhor Direção, Melhor Filme, Mehor Ator Coadjuvante e até Melhor Roteiro Adaptado

O Irlandês (2019)

A produção original da Netflix tem o objetivo de retratar o mundo da máfia da década de 1950. No entanto, o que diferencia este filme de clássicos como “Scarface” e “O Poderoso Chefão” é o ritmo. Ademais, no roteiro, Martin Scorsese explica muito sobre a movimentação política daquele momento.

“Na década de 1950, o caminhoneiro Frank Sheeran se envolve com Russell Bufalino e sua família criminosa. Enquanto Sheeran sobe na hierarquia para se tornar um assassino, ele também trabalha para Jimmy Hoffa, um homem poderoso do submundo.”, afirma o resumo.

Leia também: Vida de Oscar: quanto tempo para assistir a tudo?

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados