Patti Smith agradece Taylor Swift por menção em seu novo álbum

Novo álbum da popstar cita diversos nomes em mais de 30 faixas.

O novo álbum de Taylor Swift, intitulado “The Tortured Poets Department”, citou diversos nomes nas mais de 30 canções que compõem o disco. São eles Joe Alwyn, Charlie Puth, Kim Kardashian, além de Patti Smith e diversos outros.

Esta última fez questão de agradecer à loirinha pela lembrança especial. Ademais, Smith está referenciada na faixa-título do trabalho. Na obra, há os versos: “You’re not Dylan Thomas/I’m not Patti Smith/This ain’t the Chelsea Hotel, we’rе modern idiots” (em português: “você não é Dylan Thomas, eu não sou Patti Smith, esse não é o Chelsea Hotel, nós somos idiotas modernos”).

Pelas redes sociais, Patti declarou ter ficado emocionada ao ter seu nome eternizado na canção. “Fiquei emocionada por ser mencionada junto com o grande poeta galês Dylan Thomas. Obrigado Taylor”, escreveu ela em uma publicação em sua conta oficial do Instagram.

Outras menções no novo álbum de Taylor Swift

Como mencionado acima, Taylor Swift surpreendeu e lançou 31 novas músicas no dia 19 de abril. Assim, há versos que não acabam mais – e que contém fortes menções para outros artistas.

Charlie Puth

Também na faixa-título de seu décimo primeiro álbum, a popstar cita o nome do cantor Charlie Puth, mas em um tom positivo.

“Você fumou, então comeu sete barras de chocolate/Nós declaramos que o Charlie Puth deveria ser um artista mais conhecido”.

Kim Kardashian

Em “”thanK you aIMee”, Taylor não escondeu muito bem para quem a canção era direcionada, já que as palavras em maiúscula não estão assim à toa.

Vale lembrar que as duas travam uma rivalidade desde 2016, quando a influenciadora norte-americana defendeu que Swift aceitou ser citada em um verso de Kanye West (com quem também tem uma rixa). Na canção, o rapper declara ser o responsável por torná-la famosa.

Joe Alwyn

Sem dúvida, Joe Alwyn ganha a disputa de quem possui mais citações em “The Tortured Poets Department”. Ademais, alguns até citam que é ele a inspiração por trás da criação do álbum. Assim, diversas canções dão a entender situações que Swift passou ao seu lado.

Em “Who’s Afraid of Little Old Me?”, por exemplo, Taylor revela uma traição: “Você me traiu, você me machucou, você me ensinou, você me enjaulou e depois me chamou de louca. Eu sou o que sou, porque você me treinou”.

Leia também: Quem é Clara Bow, ícone de Hollywood, referenciado no novo álbum de Taylor Swift?

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados