Paul McCartney revela inspiração por trás de “Yesterday”

Canção também foi escrita por John Lennon.

Lançada há mais de cinco décadas, a famosa canção “Yesterday“, dos Beatles, finalmente teve sua explicação.

Em entrevista ao podcast “A Life in Lyrics”, Paul McCartney detalhou o processo criativo por trás do verso “I said something wrong, now I long for yesterday.” Segundo o músico, a inspiração se deu por uma conversa de anos atrás que ele teve com sua mãe. Ele afirmou que, na ocasião, sentiu que envergonhou sua mãe.

“Estávamos no quintal e ela falava chique. Ela era de origem irlandesa e era enfermeira, então estava acima do nível da rua. Então ela tinha algo a seu favor e falava o que achávamos ser um pouco elegante. E era um pouco galês também – ela tinha conexões, a tia dela Dilys era galesa”, começou Paul.

Ele continuou a história, dizendo: “Eu sei que ela disse algo como: ‘Paul, você pode perguntar a ele se ele vai…’ Eu disse ‘Arsk! Arsk!’ E ela ficou um pouco envergonhada. Lembro-me de ter pensado mais tarde: ‘Deus, gostaria de nunca ter dito isso.’ E isso ficou comigo. Depois que ela morreu eu pensei: ‘Oh, me***, eu realmente queria…”.

Contudo, vale lembrar que “Yesterday” é uma música composta tanto por Paul McCartney, quanto por John Lennon. A dupla escreveu diversos outros sucessos da banda, que também era composta por George Harrison, na guitarra, e Ringo Starr, na bateria.

Paul McCartney opina sobre filme “Yesterday”

Em uma entrevista ao apresentador americano Stephen Colbert no programa de TV The Late Show (CBS), McCartney considerou a produção de “Yesterday” como “legal”.

O cantor e compositor falou que foi convidado a participar da exibição oficial, porém, preferiu ir a uma sessão comum com a esposa Nancy Shevell em um cinema na luxuosa vila novaiorquina de Hamptons. Segundo ele, apenas um casal reparou que o artista estava lá, o que motivou algumas risadas.

Anteriormente, quando a obra era apenas um projeto, McCartney revelou, em outra entrevista, que estava cético. “Richard Curtis (roteirista) escreveu para mim e me mostrou a ideia e eu pensei: ‘essa é uma ideia terrível.’ Mas eu não podia dizer isso para ele, então disse: ‘bom, isso parece interessante – boa sorte.’ E não pensei mais nisso. E aí alguém me disse que Danny Boyle ia dirigir, e pensei: ‘eles acham que vai dar certo.”

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados