10 fotos mundialmente famosas tiradas por brasileiros

Por: Nicole Defillo

Hoje, 19 de agosto, é comemorado o Dia Mundial da Fotografia, e nós, como bons apreciadores das memórias, sejam elas fotográficas ou musicais, elaboramos uma lista com 10 fotografias mundialmente famosas tiradas por brasileiros. 

Confira: 

'O Coração do Rei' (1970)

Essa fotografia, feita no dia 30 de setembro de 1970, é um retrato marcante da Copa do Mundo daquele ano. Durante o jogo, o Brasil ganhava de 2 X 1 contra a seleção mexicana, no estádio do Maracanã no Rio de Janeiro. 

Na imagem, o suor na camiseta do Rei Pelé, por coincidência, forma o desenho de um coração. Depois da divulgação da foto, houve um boato de que a cena teria sido montada e não algo espontâneo, porém o fotógrafo e autor da foto, Luiz Paulo Machado, já desmentiu a história e afirma: "Ainda hoje há quem me pergunte se não foi Photoshop, sempre tenho de explicar que isso nem existia naquela época". 

{ galeria 996 }

'A Piscada de Ayrton Senna' (1989)

Um dos astros nacionais que os Brasileiros mais sentem saudade é o corredor, Ayrton Senna. A foto abaixo foi feita em 26 de março de 1989, durante o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. 

A cena, captada pelas lentes do fotógrafo Evandro Teixeira, mostra a irreverência e o bom humor que emanava do esportista. Senna pisca o olho para o chefe de equipe da McLaren, Ron Dennis, sinalizando que ele estava pronto para iniciar a corrida. 

{ galeria 995 }

'Duas mulheres imigrantes', da série Êxodos (2000)

O fotógrafo Sebastião Salgado é um dos mais conceituados e renomados da atualidade. Seu trabalho consiste em fotografias de lugares esquecidos do Brasil e do mundo, mas que por conta da sua grande intensidade podem chocar as pessoas de maneiras diferentes. Todas as séries do profissional são publicadas em preto e branco, com o intuito de minimizar o impacto, mas mesmo assim suas fotografias possuem uma força extrema. 

Um exemplo é o retrato de duas mulheres castigadas pelo tempo e pelo cansaço, que aparecem no livro de Sebastião Salgado, 'Êxodos'. Pouco se sabe sobre as moças fotografadas, apenas que são trabalhadoras imigrantes de gerações distintas e que carregam na fisionomia um ar de exaustão, extremamente visível.

{ galeria 997 }

'A garota de Ipanema' (1960)

A fotografia feita em 1960, pelo francês Milan Alram, na praia de Ipanema no Rio de Janeiro, pode ser considerada um marco na cultura nacional. Apesar de não ter sido feita por um brasileiro, ela foi a inspiração para Vinícius de Moraes imortalizar a cena com uma música homônima ao trabalho de Milan. 

Graças ao olhar do francês, a canção foi produzida, e hoje, é uma das músicas mais executadas ao redor do mundo, seja em português, inglês, japonês e tantas outras línguas. 

{ galeria 998 }

'Leila Diniz grávida na praia' (1971)

Nessa foto, feita em 15 de agosto de 1971 na Ilha de Paquetá por Joel Maia, a atriz Leila Diniz aparece de biquíni e grávida de seis meses. Você deve estar pensando: "o que essa foto tem de especial?", bom é aí que a história fica curiosa.

Nos anos 70, não era comum que mulheres fossem fotografadas com biquínis tão "escandalosos" para a época, ainda mais, grávidas e mostrando a barriga. A fotografia escandalizou o Brasil e despertou a fúria dos conservadores daquele ano. Com isso, a imagem virou um marco importante da iconografia feminina e gestante, no país. 

{ galeria 999 }

'Falcão comemorando o empate contra a Itália' (1982)

Em 1982, todos os brasileiros tinham certeza que os grandes nomes da seleção, como Falcão, Éder, Sócrates e Zico, iram levar o Brasil para a final da Copa do Mundo, e consequentemente a mais uma vitória. Contudo, a derrota para a Itália veio, mas isso não impediu o fotógrafo J.B. Scalco de fazer um dos cliques mais importantes daquele jogo. 

Na foto, Paulo Roberto Falcão comemora o gol de empate contra a Itália. Porém, apesar dos esforços do time brasileiro, o placar terminou desclassificando o Brasil, com a pontuação de 3 x 2. O jogo ficou conhecido como o Massacre do Sarriá. 

{ galeria 1000 }

'Janis Joplin no Rio' (1970)

A moda Woodstock foi um sucesso absoluto ao redor do mundo, e isso não poderia ter sido diferente no Brasil. Um dos maiores nome do movimento é a cantora e compositora norte-americana, Janis Joplin. 

Após alcançar o sucesso mundial, a artista resolveu fazer uma parada de dez dias em solo brasileiro, mais especificamente no Rio de Janeiro, em 1970. Durante a sua estadia, Janis foi acompanhada pelo fotógrafo Ricky Ferreira e pelo cantor Serguei. “Creio que a viagem ao Brasil não foi uma boa experiência para ela. Foi muito maltratada. Acho que eles pensavam que a superstar Janis Joplin era mais uma das belezas do cenário hollywoodiano”, afirma o fotógrafo.

{ galeria 1001 }

'JK e a inauguração de Brasília' (1960)

A imagem feita em 21 de abril de 1960, pelo repórter fotográfico da revista “Manchete”, Gervásio Baptista, mostra JK em Brasília na inauguração da nova capital. Na cena, podemos ver o ex-presidente na subida da rampa do Palácio do Planalto acenando com a cartola.

{ galeria 1002 }

'Diego do Violino' (2009)

Parte da família do pequeno músico, Diego Frazão, trabalhava no AfroReggae e, consequentemente, ele se sentia dentro de uma grande família. A imagem registrada pelo fotógrafo Marcos Tristão foi definida pelo jornal O Globo como “uma das mais emocionantes da crônica carioca”.

{ galeria 1003 }

'Serra Pelada Gold Mine' (1986)  

Essa é mais uma fotografia do Sebastião Salgado feita em abril de 1986, no garimpo de Serra Pelada. A imagem se tornou mundialmente conhecida por ter abrigado a maior corrida do ouro de era moderna, onde foram extraídas, oficialmente, 30 toneladas de ouro. 

{ galeria 1004 }

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados