Adeus Paulo Gustavo: relembre a trajetória do humorista

Nesta terça-feira, 04 de maio, morreu o humorista Paulo Gustavo, após diversas complicações devido a uma embolia pulmonar de extrema gravidade decorrente à complicações geradas pela Covid-19. 

Internado desde 13 de março, o comediante vinha tendo melhoras significativas e, no último domingo, dia 02 de maio, chegou a ter redução de sedativos e interagiu com médicos e o marido, Thales Bretas. No entanto, a situação veio a regredir e o ator e roteirista passou a utilizar uma terapia com o uso de um pulmão artificial.

Paulo Gustavo, foi ator, comediante e escritor formado pela escola de interpretação Casa das Artes de Laranjeiras. Paulo nasceu em Niterói, município do Estado do Rio de Janeiro e  o artista se destacou na nova geração de comediantes brasileiros, com um humor único e inesquecível.

A visibilidade nos palcos surgiu em 2004, quando fez parte do espetáculo de humor "Surto", grande sucesso de bilheteria. 

O comediante deu vida ã divertida e carismática personagem Dona Hermínia, que se tornaria um dos papéis mais marcantes de sua carreira e que levaria esse sucesso para o cinema e TV.

Em 2011 apresentou o programa humorístico "220 Volts" no canal Multishow, além de iniciar sua turnê com "Hiperativo" e "Minha Mãe É Uma Peça", espetáculo que rendeu uma adaptação para os cinemas em 2013 e que ganhou continuidade em 2015 e 2019.

Ainda na TV, estreou o sitcom "Vai Que Cola", também no Multishow e que teve versão em filme. Depois vieram o "Paulo Gustavo na Estrada" (2014) e "A Vila" (2017). Já no cinema, atuou também em "Fala Sério, Mãe!" (2017) e, neste ano gravou a temporada “Vai Que Cola em Miami” que tem estreia prevista para o dia 08 de maio. 

Paulo Gustavo deixa os filhos gêmeos, Romeu e Gael, que nasceram em 18 de agosto de 2019.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados