Adriana Varejão: Suturas, fissuras, ruínas

“Suturas, fissuras, ruínas” é a mostra mais abrangente realizada sobre o trabalho da artista carioca Adriana Varejão. São mais de 60 obras, feitas entre 1985 e 2022, que evidenciam características como rachadura, talho e fissura. 

“O que para mim é latente nesta mostra é a maneira como Adriana Varejão trabalha com a pintura pois, desde o início, ela segue uma direção que vai além da bidimensionalidade da tela, usa elementos que rompem a matéria; são frestas, cortes, vazamentos que descortinam uma situação e dão um novo significado, como por exemplo as ‘vísceras’ e ‘carnes’ que se derramam em muitos dos seus trabalhos”, diz o diretor-geral da Pinacoteca de São  Paulo, Jochen Volz.

Fica disponível até o dia 1 de agosto de 2022, na Pinacoteca, de quarta-feira a segunda, das 10h às 17h30. O valor é R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia-entrada).

Saiba mais. 
 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados