Capital Inicial

O Capital Inicial surgiu em 1982, formado pelos irmãos Fê Lemos (bateria) e Flávio Lemos (baixo), ex-integrantes do “Aborto Elétrico”, ao lado de Renato Russo. Em 1983, Dinho Ouro Preto, após um estágio como baixista da banda "dado e o reino animal", entra para os vocais. Em julho estréiam em Brasília, tocando em seguida em São Paulo (SESC Pompéia) e no Rio de Janeiro (Circo Voador). Aliás, esta foi uma das características marcantes do início da carreira: as constantes viagens e apresentações nos principais palcos do underground do rock brasileiro. No final de 1984, assinam seu primeiro contrato fonográfico, com a CBS (atual Sony), e se mudam para São Paulo no inicio de 1985. Logo em seguida lançam seu primeiro registro em vinil, o compacto duplo "Descendo o Rio Nilo/Leve Desespero". O primeiro LP, homônimo, já pela Polygram, foi lançado em 1986 e trazia músicas como "Música Urbana", "Psicopata", "Fátima", "Veraneio Vascaína" (censurada pela Polícia Federal), "Leve Desespero" entre outras, e levou a banda ao seu primeiro disco de ouro. Em 1987, contando com o tecladista Bozzo Barretti em sua formação, o Capital Inicial lança seu segundo disco, “Independência”, emplacando "Prova", "Independência", a regravação de “Descendo o Rio Nilo” e conquista o segundo disco de ouro. O álbum “Você Não Precisa Entender“ chega às lojas de todo o país em 1988, com mais hits, como "A Portas Fechadas", "Pedra Na Mão" e "Fogo". O ano de 1989 marca o lançamento do álbum “Todos os Lados”, com destaque para as faixas "Todos os Lados", "Mickey Mouse em Moscou" e "Belos e Malditos". O álbum “Eletricidade”, lançado em 1991, marca o início de mudanças no Capital Inicial, começando pela gravadora. O álbum, lançado pela BMG, trazia uma versão para "The Passenger", de Iggy Pop, batizada de "O Passageiro", e composições como "Kamikaze" e "Todas as Noites". Neste mesmo ano, participam da segunda edição do festival Rock in Rio. Em 1992, Bozzo Barretti deixa o grupo, e em 1993, divergências musicais e pessoais levam o vocalista Dinho Ouro Preto a seguir carreira solo. Enquanto isso, o Capital Inicial, agora com o santista Murilo Lima (ex-banda Rúcula) nos vocais, lança “Rua 47” em 1994. Em 1996, a banda lança “Capital Inicial Ao Vivo”, o primeiro pela Qualé Cumpadi Records, gravadora independente que a banda monta. Em 1998 o Capital volta à formação original. Ainda este ano, gravam o álbum “Atrás dos Olhos” e um ano depois gravam o “Acústico MTV”. Em 2002, após a turnê "desplugada", o Capital volta com força total às guitarras fazendo um disco totalmente rock n' roll. Com Yves Passarel assumindo o posto de guitarrista, é lançado “Rosas e Vinho Tinto”. Os hits "A Sua Maneira" e "Mais" explodem nas rádios e o disco já alcança a marca de 200 mil cópias vendidas. No ano de 2004,a banda lança “Gigante!”, um álbum não tão criativo quanto seu anterior, com melodias nada inspiradas e letras superficiais, mas que, mesmo assim emplacou alguns hits. Após a turnê do álbum, a banda se dedica a um antigo projeto, regravando as músicas da banda Aborto Elétrico (a banda que originou Capital Inicial e Legião Urbana) com os arranjos originais. Lançam em 2005, CD e DVD “MTV Especial: Aborto Elétrico” com algumas das canções da banda lendária de Brasília. O álbum “Eu Nunca Disse Adeus” é lançado em 2007, com uma sonoridade diferente, tanto melódica quanto vocal, onde Dinho Ouro Preto faz uso de seu timbre grave, não abusando dos gritos que permearam Gigante e o especial do Aborto Elétrico. Neste álbum vale destacar as faixas: "A Vida é Minha (E eu Faço o que eu Quiser)", "Eu e Minha Estupidez", "Aqui" e o primeiro single "Eu Nunca Disse Adeus". Neste mesmo ano venceu o Prêmio Multishow 2007 na categoria Melhor Grupo e em 2008 gravou por esse canal de tv um cd ao vivo, chamado “Multishow ao Vivo: Capital Inicial em Brasília”, para comemorar os 25 anos da carreira. DISCOGRAFIA ANOS 80 Em 1986 a banda lançou seu primeiro álbum, homônimo. Na sequência vieram: “Independência” (1987) e “Você não Precisa Entender” (1988). ANOS 90 Nessa década surgiu uma mudança na banda. Após o lançamento de “Todos os Lados” (1990) e “Eletricidade” (1991), Dinho Ouro Preto deixa a banda e segue em carreira solo. O álbum “Rua 47” é lançado com o vocalista Murilo Lima. Em 1998 Dinho volta ao Capital e lançam “Atrás dos Olhos” (1998). Depois produziram o acústico “Acústico MTV” (1999). ANOS 00 Lançam os álbuns “Rosas e Vinho Tinto” (2002), “Gigante!” (2004), “MTV Especial: Aborto Elétrico” (2005), “Eu Nunca Disse Adeus” (2007), “Multishow Ao Vivo” (2008), “Das Kapital” (2010) e “Saturno” (2012).   Saiba mais sobre o Capital Inicial acessando o site oficial da banda.:

abortion pill

There he could simply purchase abortion pill generic. Secure abortion pill purchase. Follow there to purchase abortion pill.

abortion pill

There he could simply purchase abortion pill generic. Secure abortion pill purchase. Follow there to purchase abortion pill.

abortion pill

There he could simply purchase abortion pill generic. Secure abortion pill purchase. Follow there to purchase abortion pill.

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados