Dia Mundial do Livro: Dicas de obras sobre artistas musicais

Neste sábado, dia 23 de abril, é comemorado o Dia Mundial do Livro. Em 1995, a UNESCO oficializou a data como forma de incentivar a leitura e promover reflexões a respeito da literatura. “É uma data simbólica na literatura mundial. É a data em que vários autores proeminentes, como William Shakespeare, Miguel Cervantes e Inca Garcilaso de la Vega morreram”, afirma o site da organização. 

 Por isso, separamos seis obras sobre artistas musicais para você conhecer. Confira abaixo: 

1→ "Exatamente o que eu acho" – Lily Allen 
Lançado no Brasil ano passado pela Editora Belas Letras, “Exatamente o que eu acho” é um retrato da vida de Lily Allen escrito pela própria cantora. Ela não tem medo de ser sincera, como demonstra o título, e abre o jogo sobre sua carreira profissional, vícios, inseguranças e relacionamentos. A artista também reflete sobre a fama, maternidade e machismo na indústria musical, contando experiências pessoais de forma profunda, o que causa comoção no leitor. 

2 → "Ainda estou vivo" – Phil Collins 
Em “Ainda estou vivo”, Phil Collins narra para o leitor toda sua história de vida, desde a infância. Ele contextualiza a época em que era um ator infantil, assim como sua participação no Genesis e, posteriormente, sua carreira solo. Há curiosidades sobre canções, turnês, projetos e relacionamentos. Indispensável para os fãs do artista! 

3→ "Ruído Branco" – Ana Carolina
Ana Carolina traz mais de 50 poesias, prosas e letras inéditas em seu primeiro livro “Ruído Branco”, disponibilizado em 2016. Ela faz confissões, externaliza pensamentos, assume erros e transborda sentimentos intensos ao longo das 144 páginas, rápidas e fáceis de ler. Há também imagens de seus cadernos de infância, que dão um tom mais pessoal para a obra. 

4→ "Minha História de Amor" – Tina Turner
As memórias de Tina Turner aparecem com detalhes no livro “Minha História de Amor”. Ela relata passagens difíceis de sua vida, como o racismo e violência doméstica, e também os momentos felizes: superação, esforço e, principalmente, sobrevivência, são tópicos centrais da narrativa. “Eu fiz coisas perigosas, e outras pessoas fizeram coisas perigosas comigo, mas, no último segundo, algo sempre me dizia quando era hora de sair correndo para sobreviver. Independentemente de qualquer coisa, sempre consegui escapar. E decidi que, bem, talvez eu precise viver. Talvez exista um motivo para eu estar aqui. E talvez esse motivo seja compartilhar minha história”, afirma a artista na contracapa. 

 

5→ " O Contador de Histórias: Memórias de Vida e Música" – Dave Grohl
Campeão de vendas, “O Contador de Histórias: Memórias de Vida e Música” é um dos mais recentes projetos de Dave Grohl, líder do Foo Fighters. Além de tocar, compor, cantar e dirigir, o artista passou a escrever na pandemia. Inicialmente, ele postava os textos no perfil do Instagram davestruestories, até perceber que era a hora de planejar um livro. 
Dave conta, de forma cativante e bem humorada, sua carreira no Scream, no Nirvana, no Foo Fighters, sua relação com as filhas, com seus ídolos musicais e com a música no geral. É emocionante, engraçado e revelador. 

6 → "Seis Segundos de Atenção" – Humberto Gessinger
“Seis segundos de atenção” é um livro de crônicas idealizado por Humberto Gessinger, ex- vocalista da banda Engenheiros do Hawaii. Ele escreve e reflete sobre situações corriqueiras, como o dia em que ouviu sua própria voz no rádio, seus gostos por futebol, viagens e claro, o amor pela música. Entre os textos curtos e dinâmicos, há ainda letras de algumas canções. 
 

spot_img

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados