Governo de SP anuncia endurecimento da quarentena durante as festas de final de ano

O governo de São Paulo informou, nesta terça-feira (22), novas medidas para conter o avanço do novo coronavírus no estado. De acordo com a gestão estadual, apenas serviços essenciais como: transporte, saúde, padarias, mercados e farmácias poderão funcionar nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1, 2, 3 de janeiro.

Com isso, serviços como bares e restaurantes, academias, shoppings e qualquer outro tipo de evento público ficam proibidos em todo o estado, incluindo a capital. Já estabelecimentos de hospedagem, como hotéis, poderão funcionar.

A alteração será temporária em todo o território paulista, exceto na cidade de Presidente Prudente, devido à falta de leitos de UTI, a região passa a ficar, até a próxima reclassificação, na fase vermelha, a mais restritiva do plano de flexibilização.

Patrícia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico, anunciou também que no mês de janeiro, nenhuma região vai para a fase verde e que a reclassificação do estado foi adiada para o dia 07 de janeiro.

O estado vive, nas últimas semanas, uma piora na pandemia, com o aumento de 34% no número de mortes provocadas pela doença e crescimento de 54% no número de casos. Em todo o território paulista, as internações subiram 13%.

No momento, todas as regiões de São Paulo se encontram na fase amarela, que permite a abertura de bares, restaurantes e comércio, com restrições de horário.

Até ontem (21), o território paulista registrou 45.136 óbitos e 1.388.043 casos da covid-19. Segundo a gestão estadual, as taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 61,8% no estado e 66,9% na Grande São Paulo.

Veja também: Butantan conclui terceira fase de testes da CoronaVac 

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados