Insetos que vivem só um dia inspiram exposição da artista Teresa Berlinck

A artista Teresa Berlinck traz uma apresentação no dia 12 de setembro, no Yacht Clube em Itaipu, na zona sul de São Paulo. A obra é composta por cerca de dez mil peças de cerâmica representando insetos de vida curtíssima. Exaustos de sua aventura alada, eles repousam no chão, em torno de uma lâmpada que produz uma iluminação suave. 

{ galeria 1317 }

Uma verdadeira reflexão sobre a natureza, o trabalho foi concebido originalmente em 2006, e teve como disparador a visão de uma libélula morta aos pés de um edifício moderno, na volta de uma visita da artista à avó, que vivia seus últimos anos. Pesquisando sobre efemeridade e fragilidade, ela chegou às efeméridas ou efemerópteros (Ephemeroptera), insetos aquáticos com um ciclo de vida adulta de menos de 24 horas: depois de um estágio na água, as ninfas emergem, desenvolvem asas, voam, formam grandes enxames, acasalam, põem ovos e morrem. Surgidos no Paleozóico, seu nome vem do grego ephemeros, ou “duração de um dia”. 

As peças foram elaboradas por dezenas de pessoas em oficinas coletivas realizadas pela artista em colaboração com a ceramista Célia Cymbalista. Além da instalação, os insetos compõem uma série de esculturas de diferentes colorações e formatos, que serão lançados no mesmo dia.

A articulação e o fortalecimento de uma rede de educadores e educadoras populares é parte desse projeto e, dando continuidade a esta proposta o CDHEP promove, em parceria com as artistas plásticas Célia Cymbalista e Teresa Berlinck, o Projeto Efemerópteros: Encontros para fazer arte.

O projeto Efemerópteros é um processo colaborativo e processual que tem como base o barro e a cerâmica e envolve a interação entre artistas e educadores com ou sem experiência artística formal. O intuito do trabalho nasce do interesse da artista Teresa Berlinck pelo ciclo de vida dos efemerópteros, insetos que vivem apenas poucas horas, o suficiente para se reproduzir; em seguida, atraídos pela luz, eles dançam em nuvens e morrem.

{ galeria 1318 }

Objetivos:

• Proporcionar a experiência da criação artística pelo contato com o barro e a cerâmica;

• Promover formas colaborativas de trabalho em arte;

• Facilitar e refletir sobre relações comunitárias a partir do trabalho artístico coletivo e de trocas interpessoais;

• Propiciar a experiência dos processos de transformação da matéria barro em matéria cerâmica, por meio do acompanhamento de processos de queima.

Serviço:

Teresa Berlinck
Ephemeróptera
Apresentação-relâmpago da instalação e lançamento de série de múltiplos
12 de setembro de 2021, 15h
Yacht Clube Itaupu
Rua Iate Clube Itaupu, 500
Riviera Paulista, São Paulo

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados