“Nova geração precisa saber que é possível ter 30 anos de carreira”, diz Fernanda Abreu

Fernanda Abreu comemora três décadas de carreira com o lançamento do disco "30 anos de baile". O álbum conta com remixes e participações especiais de vários artistas como Emicida e Projota. Uma das pioneiras da música pop dos anos 80, emplacou sucessos como "Rio 40 Graus", que trouxe o som das periferias cariocas para as rádios. 

Em entrevista para a Alpha, a cantora comentou a origem do projeto: “achei muito importante comemorar essa data por ser uma artista pop, as pessoas falam que artistas desse gênero são descartáveis, então é legal para essa nova geração saber que é possível ter uma profissão sólida e completar 30 anos de carreira nesse mundo da música pop brasileira”. 

Sobre as parcerias no disco, Fernanda pontua: “Esse novo álbum tem vários DJs com quem tenho relações muito próximas. No caso do Emicida, o remix foi feito pelo Ruxell, que é um parceiro do Sérgio Santos, e do Pablo Bispo, que trabalham muito comigo. Com o Projota a ideia foi do Dennis Dj, que é meu amigo há muitos anos e eu adorei.”

Quanto ao seu processo de amadurecimento, Fernanda diz: “É uma história longa, comecei em 1982 com a banda Blitz, participando do movimento rock/pop brasileiro, e quando a banda terminou, eu já tinha uma visibilidade muito grande. Essa caminhada de 30 anos foi muito bacana, gravei muitos discos, fiz muitos shows, e dentro dessa linha dançante fui trazendo algumas novidades e criando uma maturidade natural”.  

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados