Pets albinos e seus cuidados especiais

Talvez por não serem vistos com tanta frequência, os animais albinos geram grande admiração em muitas pessoas. Acostumamos a aprender sobre albinismo nas aulas de ciências, durante o período escolar. Considerado uma condição genética, o albinismo ocorre quando o organismo não consegue produzir melanina, que é uma proteína escura responsável por dar cor à pele, aos cabelos, aos pelos e aos olhos, além de servir como um agente protetor contra os raios ultravioleta.

Existem muitos relatos sobre grandes animais albinos, como felinos e até répteis. Mas, os animais domésticos, como cães, gatos, coelhos e hamsters também podem apresentar essa anomalia genética, o que vai determinar uma série de cuidados especiais.

Os pets albinos precisam de cuidado redobrado, principalmente em relação à exposição solar, para evitar o surgimento de outros problemas de saúde, como câncer de pele e queimaduras .

A claridade também pode ser um grande inimigo para os nossos amiguinhos. Os olhos desses animais costumam ser muito sensíveis à luz, por isso, eles devem ficar em ambientes com baixa claridade nos horários mais ensolarados. O filtro solar pode ser aplicado inclusive, dentro de casa.

Como já falamos, os animais albinos são muito sensíveis e precisam de cuidados especiais, por esse motivo, não podemos deixar de levá-los ao veterinário para consultas ao menos uma vez a cada seis meses.

Pela sensibilidade da pele, esses bichinhos de estimação vão precisar de ainda mais cuidados na hora da higiene. O ideal é utilizar produtos hipoalergênicos capazes de causar menos reações alérgicas que a média dos produtos disponibilizados no mercado.

spot_img

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados