Prefeitura de SP suspende aulas presenciais até abril

A Prefeitura de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (12), a suspensão das aulas presenciais nas redes municipal, estadual e particular da capital. A medida passará a valer no dia 17 de março até 1º de abril. 

De acordo com o prefeito Bruno Covas, a ação tem como objetivo brecar o avanço da pandemia de Covid-19 e diminuir a circulação de pessoas nas ruas durante o período. Nas escolas municipais, a gestão decidiu antecipar o recesso de julho, de forma que o retorno das atividades aconteça em 5 de abril. 

Na rede particular, no entanto, poderá ser adotada outra medida, desde que seja respeitada a determinação de não receber alunos presencialmente. Segundo o secretário municipal da Educação, Fernando Padula, as escolas municipais ficarão abertas nos dias 15 e 16 para receber alunos, fazer a comunicação às famílias e oferta da merenda. 

O prefeito também divulgou que o crédito do cartão merenda será depositado em 22 de março e permanecerá sendo feito durante a pandemia. Neste período, a administração das escolas funcionarão em rodízio. 

spot_img

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados