Relembre os principais filmes de Christopher Nolan

O Oscar 2024 está se aproximando, e entre as categorias mais aguardadas está, certamente, a de Melhor Filme. A disputa pelo prêmio mais cobiçado da noite promete ser acirrada. Entre os favoritos, está o aclamado “Oppenheimer”, dirigido por Christopher Nolan, um dos mestres da indústria cinematográfica. Dessa forma, com 13 indicações ao Oscar, “Oppenheimer” confirma a genialidade de Nolan e sua capacidade de criar obras de impacto. Além de concorrer ao prêmio principal, Nolan também disputa a estatueta de Melhor Direção.

A 96ª edição do Oscar promete ser uma noite memorável, com “Oppenheimer” como um dos grandes candidatos a brilhar. Aproveitando, portanto, o buzz em torno de sua mais recente produção, a Alpha reuniu os principais filmes de Christopher Nolan para você relembrar. Confira!

Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Lançado em 2008, o longa revolucionou o gênero de super-heróis com uma história complexa e atuações memoráveis, principalmente de Heath Ledger como o Coringa, considerada uma das melhores da história do cinema. O filme é uma releitura sombria e realista do universo do Batman e explora temas como a dualidade do bem e do mal, a justiça e a natureza do heroísmo. “O Cavaleiro das Trevas” foi aclamado pela crítica e recebeu 8 indicações para o Oscar, tendo vencido em duas categorias.

“Enquanto analisávamos os quadrinhos, houve uma ideia fascinante que a presença de Batman em Gotham atrai, de fato, os criminosos a Gotham. Ela atrai os lunáticos. Quando você está lidando com questões polêmicas, como a ‘justiça com as próprias mãos’, você precisa realmente se perguntar: ‘aonde isso leva?’. É isso que deixa o personagem tão obscuro, porque ele expressa um desejo vingativo.”, afirmou Nolan sobre a continuação.

Interestelar (2014)

Com base em teorias científicas reais, “Interestelar” é uma ficção científica épica que explora os limites do tempo e do espaço. O longa narra uma emocionante história sobre a busca da humanidade por um novo lar, destacando a importância da família. Um dos pontos fortes da produção são os efeitos visuais, capazes de transportar telespectadores a outros mundos. O filme recebeu 5 indicações à 87ª edição do Oscar, tendo vencido na categoria de Melhores Efeitos Visuais.  

Ao ser questionado quanto ao desfaio para equilibrar uma história de família íntima com uma jornada intergalática, Nolan afirmou: “O maior desafio quanto a isso é criar uma realidade no set de filmagem de forma que os atores, que são o elemento humano daquilo eles são o elemento íntimo, emocional possam se relacionar de fato com a dimensão maior do filme, possam vê-lo, tocá-lo, saboreá-lo. Por isso tentamos construir os sets não tanto como sets, e mais como simuladores, para que os atores pudessem olhar pelas janelas e ver o que estaria acontecendo lá, pudessem sentir a nave balançando e reagir enquanto a pilotavam”.

A Origem (2010)

Um thriller psicológico que te leva a questionar a realidade, “A Origem” conta com um roteiro intrincado e cenas de ação de tirar o fôlego. Com um elenco de estrelas, incluindo Leonardo DiCaprio, Joseph Gordon-Levitt e Marion Cotillard, o filme explora temas como a natureza dos sonhos, a memória e a manipulação da mente.

Em entrevista ao The Telegraph, Nolan revelou que as inspirações para sua produção vieram dos trabalhos de Jorge Luis Borges, escritor e poeta argentino. Assim sendo, “A Origem” foi desenvolvido baseando-se na noção do compartilhamento de um espaço de sonhos, que possibilita o acesso ao inconsciente de alguém. “Extrair uma informação do cérebro de alguém seria o uso óbvio disso, porque computadores podem ser roubados… até certo ponto, ou até esse filme eu digo, a ideia de que alguém pode roubar algo da cabeça de outra pessoa era impossível. Então, para mim, pareceu fascinante o abuso e o mal uso dessa tecnologia”, acrescentou o escritor, diretor e produtor.

O Grande Truque (2006)

“O Grande Truque” foi inegavelmente marcado pelas atuações admiráveis de Hugh Jackman e Christian Bale. Explorando temas como a obsessão, o segredo e a busca pela perfeição, o drama histórico ambientado na Londres do século XIX acompanha a rivalidade entre dois ilusionistas. Baseado na obra do britânico Christopher Priest, a história segue Robert Angier e Alfred Borden, mágicos rivais.

Christian Bale revelou ao website “Collider” não ter aprendido truque de mágica com “O Grande Truque”: eu tive Ricky Jay e Michael Weber, que são fantásticos no que fazem e mágicos consumados, que por isso não me revelaram nada. Eles me mostraram o início, o fim ou o meio de um truque, mas nunca os três. Saí de tudo isso sem a menor ideia de como realizar qualquer truque de mágica, mas também capaz de fazer uma cascata de cartas muito proficiente, como eles chamam, que tive que fazer várias vezes em várias tomadas no palco na frente de centenas de pessoas (…).

Isso foi o que eu achei engraçado em tudo isso, foi o quanto aqueles bastardos que eu amo muito me fizeram trabalhar duro, enquanto outro mágico teria me dado uma vida muito mais fácil, e eu acabei sem absolutamente nada para mostrar no final. Mas eu gostei muito da experiência”.

Amnésia (2000)

Um suspense psicológico com uma narrativa não linear que te prende do início ao fim, “Amnésia” explora temas como a identidade, culpa e busca pela verdade. No longa, o memorável Guy Pearce performa como um homem que sofre de perda de memória anterógrada. Muitos especialistas citaram “Amnésia” como a mais realista e fiel representação de amnésia anterógrada em qualquer filme. 

“Amnésia é um filme para qualquer um que esteja interessado no funcionamento da memória e, na verdade, que faz nossa realidade. É a representação mais fiel dos diferentes sistemas de memória na mídia popular”, afirmou a física Esther M. Sternberg.

Leia também: 3 filmes que foram totalmente esnobados no Oscar 2024

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados