Rodízio terá restrição por placa par e ímpar

Por Vanessa Rabello

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, acaba de anunciar a volta do rodízio municipal de veículos na capital a partir da próxima segunda-feira (11). Desta vez, diferentemente do formato tradicional, a restrição vale para todo o município e não somente para o centro expandido.

A medida restritiva valerá o dia inteiro (24h), inclusive aos sábados e domingos. Nos dias pares, circulam carros com placas de final par e, nos dias ímpares, carros com placa de final ímpar.

O prefeito também anunciou o retorno da restrição à circulação de caminhões em São Paulo, exceto em áreas de saúde e abastecimento. Além disso, Bruno Covas ressaltou que os veículos de segurança pública e saúde, assim como no esquema anterior, também estão excluídos do novo rodízio.

De acordo com o tucano, a suspensão do rodízio havia sido feita para evitar aglomerações nos transportes públicos, mas a estratégia não funcionou. A nova medida, nas palavras do prefeito, é necessária para que se evite decretar lockdown. Ainda segundo Covas, serão acrescentados mil ônibus à rede municipal de transporte e outros 600 de reserva, caso sejam necessários.

Já o secretário municipal de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, anunciou que os profissionais de Saúde precisarão cadastrar os veículos de funcionários que trabalham na área, de forma autodeclaratória.

O cadastro deverá ser feito por meio de uma planilha com o CPF, nome, estabelecimento em que trabalha e a placa do veículo. O prazo é de 10 dias e as multas que forem aplicadas neste intervalo de tempo serão descartadas posteriormente. Os profissionais devem enviar e-mail para isençã[email protected]

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados