Você lava a louça com a postura correta?

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 80% da população mundial irá sofrer de dor nas costas. Diante desse cenário, é possível que atividades da vida diária possam causar e influenciar ao surgimento de futuras dores na região da coluna.

Durante atividades domésticas do dia a dia, como passar roupa, lavar louça ou carregar compras, também é importante prestar atenção na postura. A tábua de passar e a pia, por exemplo, costumam ser vilões para a coluna dentro de casa

Normalmente, não prestamos atenção nas posturas das tarefas diárias, sendo que estas podem exercer grande influência e contribuir para o aumento de dores, seja na coluna, nos ombros, pescoço e, até mesmo, uma fadiga nas pernas. Atitudes simples e algumas mudanças na maneira como são feitas as atividades domésticas podem prevenir futuras dores nas costas.

Ao lavar a louça o recomendado é que a pia esteja na altura do seu umbigo. Se na sua casa ela for mais alta do que isso, use um banquinho na hora de lavar a louça, para elevar todo o corpo.

Se ela estiver abaixo do seu umbigo, não incline a coluna para alcançar a pia. Considere usar uma cadeira ou banco que te proporcione uma posição mais confortável para lavar a louça.

Você pode apoiar um dos pés em uma elevação alternando as pernas, permitindo a coluna ficar em uma posição mais ergonômica. Além disso, procure ficar mais próximo possível da bancada

Passar roupa é uma atividade considerada leve, no entanto, se você impuser um ritmo mais rápido, sobretudo na intenção de terminar logo, terá um dispêndio energético maior, podendo provocar fadiga. O ideal é trabalhar em um ritmo normal, ou seja, adequado à velocidade normal do movimento, além de evitar desvios posturais.

O peso do ferro de passar também é um fator importante. Se você precisar movimentar um ferro moderno, leve e com tecnologia que facilite o deslizamento no tecido, certamente terá facilidade muito maior e evitara dores nos ombros.

Em relação a tábua de passar, a altura que melhor proporciona uma postura próxima ao neutro está entre a linha da cintura (um pouco abaixo do umbigo) e a linha do púbis (altura do quadril). Essa altura, obviamente, varia de pessoa para pessoa em função da altura, mas na média fica em torno de 80 cm.

Trabalhando com a mesa na altura recomendada, mantem-se o tronco mais próximo ao neutro (postura ereta); o ombro tende a manter-se relaxado e os braços com flexão abaixo de 45º. Os punhos não sofrem desvios importantes. Para complementar a postura ideal, recomenda-se utilizar um pequeno banquinho para apoiar um dos pés, alternando-os. Essa postura ajuda a relaxar a musculatura das pernas e da região lombar, evitando a fadiga em função do trabalho em pé.

A duração máxima para passar roupas sem que haja um prejuízo maior para a coluna não deve ser superior a duas horas, evitando a sobrecarga e consequentemente a geração de fadiga e até mesmo dor. Não se esqueça das pausas: a cada hora em pé, passando roupa, pare pelo menos 5 minutos, caminhe até a cozinha, tome um copo de água, movimente-se um pouco, e sente-se para relaxar as pernas. Depois, retome a tarefa e repita a pausa após uma hora.

Com essas dicas simples é possível prevenir e evitar futuras dores nas costas!

Dr. Carlos Uchoa, fisioterapeuta, em parceria com o Saúde Minuto

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados