NOTÍCIAS

AstraZeneca e Universidade de Oxford pedirão autorização para Anvisa

A solicitação é para uso emergencial contra a Covid-19

Por: Vanessa Rabello
23/11/2020 - São Paulo

imagem divulgação

A vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca vai submeter os resultados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária e pedirá autorização para uso emergencial no Brasil.


O imunizante, que apresentou análise preliminar que comprovou até 90% de eficácia contra o novo coronavírus, é o quarto no mundo a ter resultados de eficácia, mas é a única que já tem acordo fechado com o governo federal para compra e distribuição no Brasil.


Representantes da farmacêutica e da universidade devem se reunir nesta segunda-feira com o Ministério da Saúde, Fundação Oswaldo Cruz e a Anvisa. Se aprovada, a vacina deve chegar à população já em janeiro de 2021.


O imunizante é uma versão enfraquecida de um vírus resfriado comum, técnica já utilizada em outras vacinas e que não requer refrigeração em freezers. Ela pode ser armazenada a temperaturas que vão de 2 a 8 graus Celsius, o que torna a logística de distribuição e armazenamento mais acessível.

Veja também

plano sp
CORONAVÍRUS

Estado de São Paulo regride no Plano de Flexibilização Econômica

Todo território paulista passa para a fase vermelha aos finais de semana

22/01/2021 - São Paulo

são paulo para crianças
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Confira as dicas do São Paulo para crianças deste fim de semana

Playcenter Family, Parque do Povo e muito mais!

22/01/2021 - São Paulo

luciana mello
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Luciana Mello completa 42 anos: confira os principais sucessos da cantora

“Simples Desejo” e “Prazer e Luz” são alguns dos destaques da lista

22/01/2021 - São Paulo