NOTÍCIAS

Dia do Leitor: Data celebra apaixonados pela literatura

Entenda como ler contribui para o desenvolvimento de senso crítico e vocabulário

Por: Larissa Martin
07/01/2021 - São Paulo

Dia do Leitor

Nesta quinta-feira (7), é comemorado o Dia do Leitor. Data que celebra os entusiastas por mergulhar no mundo da literatura, conhecer lugares através da imaginação e têm o livro como melhor amigo. 


Os livros são grandes aliados na formação de opinião, conhecimento e, claro, podem fazer parte do momento de lazer do dia a dia. Por meio da leitura, é possível desenvolver o senso crítico, a capacidade de comunicação e imaginação, além de aprimoração do vocabulário. O aprendizado, no entanto, é um processo que surge pelo contato com os livros, já que o homem não nasce leitor, mas, ao se interessar, investe na prática cada vez mais. 


“Além de ser um hobby prazeroso como qualquer outro, como ver filmes, ouvir música, jogar videogame... a leitura pode ensinar sobre culturas e épocas diferentes da nossa, melhora a comunicação e a escrita do leitor e, além, claro, de poder te teletransportar para outros lugares”, conta a jornalista — e apaixonada pela literatura — Isabella Santoro. “Quem nunca se sentiu em Hogwarts enquanto lia Harry Potter? O poder de imersão e imaginação num livro é muito maior que em qualquer outra mídia”, conta. 


Refletindo sobre esse amor, Isabella lançou, ao lado de duas amigas, Júlia e Fernanda, a página do Instagram Bem Letradas, com o objetivo de conversar com outros leitores sobre a literatura mundial, levantando pauta sobre quais obras superaram as expectativas, quais são as novidades, o que cada uma está lendo no momento e, por aí vai. “Eu sempre gostei de debater minhas leituras porque o debate engrandece a experiência. Eu já acompanho canais e IG literários há anos e comentava sobre as leituras dos outros, mas começou a existir uma vontade de abrir diálogo sobre os livros que eu estava lendo”, explica. “Eu, a Júlia e a Fernanda lançamos o Bem Letradas em junho e já temos mais de 100 posts e ultrapassamos 700 seguidores. Tem sido uma trajetória muito bacana”. 


O brasileiro, no entanto, lê, em média, 2,43 livros por ano, segundo estatísticas do Instituto Pró-Livro, um número bem abaixo de outras nações como a China e Índia, que são os países que mais têm o hábito no mundo. No início, a leitura pode ser um pouco difícil, para quem está começando. Mas, a dica é insistir e praticar um pouco mais a cada dia, já que ler não é uma ação passiva e faz com que o leitor busque novos desafios, novas perspectivas e, até mesmo, obras mais complexas. 


Para estimular o hábito, há algumas dicas que podem ajudar quem quer começar. Entre elas, é interessante que a pessoa identifique seus gostos pessoais, podendo filtrar, então, quais categorias darão mais prazer em acompanhar: romance, terror, ficção científica, autobiografias... o leque de opções é imenso. É legal trocar o momento de assistir um filme pela leitura de um livro, por exemplo. Esta é uma forma de relaxar das tarefas do dia a dia, com um bom conteúdo em mãos. Isabella conta que lê, pelo menos, uma hora por dia, e quando não o faz, sente falta. "No momento que as pessoas descansam das suas rotinas e veem um filme ou uma série, ligam seus videogames e etc.,eu abro um livro e começo a ler. A leitura é muito importante para que eu possa me desligar do trabalho, das responsabilidades e ter um momento meu". 


Há também a opção de o leitor ler diferentes tipos de livros ao mesmo tempo. Pode parecer confuso, mas, tendo mais de uma opção, você evita postergar o momento da leitura por não estar com vontade de determinado livro em algum momento. Além disso, ter um exemplar em mãos sempre que for sair de casa pode ajudar a consumir melhor o tempo de espera em filas, transporte público ou qualquer outro lugar que considerado “tempo perdido” na rotina. Mas, de todas as dicas, a mais fundamental é: leia. Comece da forma que for melhor. “O mais importante de tudo é a pessoa encontrar um livro que a agrade. E isso não é consultar a lista dos livros mais vendidos, por exemplo, e sim conversar com um livreiro e pedir indicações baseadas em histórias que vão te agradar. Ou, então, achando um influenciador literário nas redes sociais que tenha um gosto parecido com o seu, para ver dicas”, diz Isabella. 


Assim como as páginas literárias nas redes sociais, é interessante entrar para um clube do livro ou encontrar um amigo para participar da leitura de uma mesma obra. Ambos podem debater o enredo e se incentivar, até que a leitura faça parte da rotina. “Quando você encontrar histórias, gêneros e autores que estão de acordo com o seu gosto, vai ser muito mais natural e prazeroso pegar um livro pra ler antes de dormir ou 30 minutinhos depois da janta, por exemplo”. 






 


Veja também: Conheça a história de 8 autores brasileiros de livros infantis

Veja também

plano sp
CORONAVÍRUS

Estado de São Paulo regride no Plano de Flexibilização Econômica

Todo território paulista passa para a fase vermelha aos finais de semana

22/01/2021 - São Paulo

são paulo para crianças
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Confira as dicas do São Paulo para crianças deste fim de semana

Playcenter Family, Parque do Povo e muito mais!

22/01/2021 - São Paulo

luciana mello
CULTURA & ENTRETENIMENTO

Luciana Mello completa 42 anos: confira os principais sucessos da cantora

“Simples Desejo” e “Prazer e Luz” são alguns dos destaques da lista

22/01/2021 - São Paulo