Doria adia reabertura das escolas para 07 de outubro

A data foi alterada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus

Doria adia reabertura das escolas para 07 de outubro

Por: Vanessa Rabello


O governador João Doria anunciou, durante entrevista coletiva nesta tarde de sexta-feira (07), que a reabertura das escolas públicas e privadas será adiada para o dia 07 de outubro.


Segundo o tucano, a data foi alterada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus para garantir uma margem de segurança ainda maior para crianças, adolescentes, professores, gestores e profissionais da rede pública e privada de ensino.


As instituições públicas e privadas de cidades que estão há 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo poderão abrir espaços para reforço de atividades opcionais a partir de 08 de setembro. “A escolha de reabertura para atividades opcionais e reforço a partir de 8 de setembro é uma decisão que cada escola deve tomar através de um processo de consulta que envolve a comunidade escolar, pais, estudantes e educadores", afirmou o governador.


Doria complementou ainda que as instituições devem respeitar o limite do número de alunos em sala de aula e os protocolos sanitários.


Em junho, quando a proposta de reabertura das escolas foi divulgada. A gestão descartou a possibilidade de regionalizar e anunciou plano unificado para todo o sistema de ensino. Entretanto, a retomada das aulas presenciais só seria possível se o estado estivesse na fase amarela do Plano São Paulo há 28 dias. Esta condição foi alterada em decreto por Doria posteriormente, e a regra que vigora determina que 80% da população esteja há 14 dias na fase amarela e 14 dias com 100% da atual em fase.


A capital paulista ainda não apresentou um cronograma, mas já havia sinalizado que as escolas não seriam reabertas em setembro. As cidades de Santo André, Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires e Mauá anunciaram que a volta às aulas presenciais da rede municipal só deve acontecer em 2021.

r