Humberto Gessinger afirma ser “triste e preocupante” Fake News sobre sua morte

A notícia falsa afirmava que o músico não teria resistido ao novo coronavírus

Humberto Gessinger afirma ser “triste e preocupante” Fake News sobre sua morte

Por: Vanessa Rabello 


Em meio às polêmicas sobre as “Fake News”, artistas também são alvo de divulgações falsas sobre seus trabalhos e, inclusive, sobre suas vidas. Tem circulado por aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais, a informação de que o músico Humberto Gessinger não teria resistido às complicações do novo coronavírus e havia falecido.


A notícia falsa afirmava que o músico estava internado em segredo no Hospital Sírio-Libanês há uma semana e que o velório ocorreria em Porto Alegre. 


O próprio Gessinger desmentiu a notícia ontem (07) em entrevista à GaúchaZH, “por mais que eu me esforce, não consigo entender por que alguém faz isso. E é uma coisa fácil de desmentir. Imagino a situação de quem sofre isso em questões menos óbvias. É triste e preocupante”. 


Segundo o artista, ele nem ao menos contraiu a doença. “Cabe a todos nós romper essas correntes. Não dar seguimento aos boatos. Buscar informação em locais confiáveis. Ah... e não estou com covid-19.”


A Alpha FM ressalta a importância de checar as informações recebidas por meio de aplicativos de mensagens antes de compartilhar. As “Fake News” podem interferir negativamente em diversos setores da sociedade, como segurança, saúde e política. As consequências podem ser graves, tanto para quem produz, como para quem as divulga e, principalmente, para quem é o alvo das informações falsas.

r