Testes da Pfizer apontam eficácia de 95% da vacina contra a covid-19

Empresa pretende produzir 50 milhões de doses ainda este ano

Testes da Pfizer apontam eficácia de 95% da vacina contra a covid-19

Por: Vanessa Rabello


Uma análise final dos dados dos ensaios clínicos da vacina contra a covid-19 da Pfizer mostrou que o imunizante foi 95% eficaz, o que possibilita que a empresa solicite a primeira autorização regulatória dos Estados Unidos para uma imunização contra o novo coronavírus em poucos dias.


Os dados apontaram que 170 voluntários contraíram a covid-19, 8 participantes que receberam a vacina ficaram doentes, enquanto 162 casos foram vistos entre aqueles que tomaram o placebo.


O imunizante ajudou a prevenir a forma grave da doença, de acordo com a análise, com nove dos 10 casos graves no ensaio ocorrendo no grupo dos voluntários que receberam o placebo.


A Pfizer e a parceira BioNtech afirmaram que a vacina protegeu pessoas de todas as idades e etnias, sem problemas de segurança significativos até o momento, em um teste que inclui quase 44.000 participantes.


Segundo as empresas, a eficácia do imunizante em pessoas acima dos 65 anos foi de mais de 94% das empresas.


A farmacêutica americana e a BioNtech pretendem buscar autorização de emergência no país dentro de alguns dias, conforme informaram em comunicado nesta quarta-feira, dia 18.


A empresa pretende produzir até 50 milhões de doses de vacinas ainda neste ano, o que seria suficiente pra proteger 25 milhões de pessoas, e depois produzir até 1,3 bilhão de doses no próximo ano.