Foreigner fala sobre a consagração no Rock and Roll Hall of Fame após décadas

O ex-baixista do Foreigner, Rick Wills, expressou descontentamento em relação à longa espera da banda para entrar no Rock & Roll Hall of Fame.

O Foreigner finalmente fará parte da instituição ainda este ano, mas são elegíveis desde 2003. Durante uma conversa com Eddie Trunk do Sirius XM, o músico admitiu que era frustrante ver sua banda constantemente esquecida.

Wills fala sobre a espera do Foreigner

“Esperamos basicamente 21 anos para que isso acontecesse”, observou o baixista. “Então, quando isso aconteceu, foi uma surpresa em certo sentido. Mas também foi um alívio finalmente podermos nos juntar aos nossos colegas no Rock and Roll Hall of Fame. Afinal, acho que definitivamente conquistamos nosso lugar com as músicas que escrevemos e tocamos ao longo dos anos. Você sabe disso”

Parte do desapontamento de Wills veio por assistir artistas de outros gêneros recebendo sua consagração:

“Às vezes é estranho como a votação no Hall da Fama do rock inclui algumas pessoas que, para mim, não parecem pertencer a esse lugar. Sobretudo, porque não são do rock, enquanto nós éramos”, explicou o roqueiro. “Então, eu não sei. Às vezes é uma coisa muito difícil de entender.”

Wills abordou ainda o boato de longa data de que Foreigner havia sido rejeitado pelo cofundador da premiação, Jann Wenner.

“Há uma coisa de personalidade que aconteceu em algum momento com Jann Wenner e a banda. E eu não sei por que, mas ouvi as pessoas dizerem: ‘Ah, ele disse que o Foreigner nunca entrará no Hall da Fama, a menos que o inferno congele’”, lembrou Wills. “Bem, isso é uma coisa muito cruel de se dizer. Mas, ao mesmo tempo, quando Jann está no controle, o que você pode fazer? Ele obviamente está colocando o dedo na questão e dizendo que eles não vão entrar.”

Sobre o baixista

Wills fez parte do Foreigner de 1979 a 1991. Mais recentemente, desde 2015, ele se juntou à banda para apresentações esporádicas. Como membro de sua formação clássica, ele também será consagrado no Rock & Roll Hall of Fame quando o Foreigner for empossado em outubro.

Por outro lado, o baixista trabalhou com muitos outros artistas que estão no Hall. Ele passou um ano no Roxy Music e se juntou ao Small Faces de 1976 a 1978. Wills também tocou baixo nos três primeiros álbuns de Peter Frampton e expressou entusiasmo pelo fato do grande guitarrista também entrar no Hall da Fama este ano.

spot_img

Novos conteúdos

spot_img

RELACIONADOS

Relacionados