Dia da Mulher: quatro bandas lideradas por vocalistas femininas

Em comemoração ao dia 8 de março, separamos grupos nacionais e internacionais de sucesso, protagonizados por mulheres

Grandes bandas ganharam notoriedade no cenário musical com a liderança das mulheres. No Brasil, há nomes desde Os Mutantes, com a presença marcante da saudosa Rita Lee nos vocais, a grupos voltados ao metal extremo, como a Crypta – composta inteiramente por musicistas. Já internacionalmente, existem conjuntos bem-sucedidos há muitas décadas, como também novos talentos – o que é o caso, por exemplo, da Nova Twins, dupla inglesa de rock britânica.

Pensando nisso e no Dia Internacional da Mulher, comemorado nesta sexta-feira (8), separamos quatro bandas protagonizadas por mulheres, no país e mundo afora, que merecem destaque. Confira abaixo!

Paramore

Surgido em 2004, o Paramore conseguiu relevância no rock, sobretudo no nicho voltado ao emo/pop punk. Atualmente composta por Hayley Williams (voz), Taylor York (guitarra) e Zac Farro (bateria), a banda recentemente ganhou o Grammy de Melhor Álbum Rock com o disco “This is Why” (2023). Foi a primeira vez que um grupo liderado por uma mulher conseguiu o feito. Além disso, Hayley recebeu o título de 3º melhor vocalista feminina de rock da história pela Billboard, ocupando o 13º lugar no ranking geral.

Blondie

O Blondie surgiu em 1974, em Nova York, nos Estados Unidos. Comandada por Debbie Harry, a banda foi responsável por hits como “Heart of Glass”, “One Way Or Another” e “Maria”. Ao todo, venderam mais de 40 milhões de discos globalmente. “Se você olhar para qualquer uma das garotas daquela época, elas tinham uma atitude tremenda”, refletiu a cantora durante entrevista concedida em 2022 a respeito do fim do século 20.

Ego Kill Talent

O Ego Kill Talent construiu sua carreira com Jonathan Dörr nos vocais. Contudo, o integrante deixou os colegas em 2022 e foi substituído por Emmily Barreto, que também faz parte do Far From Alaska. Aliás, a banda abriu as apresentações do Evanescence no Brasil no ano passado e, por conta disso, a frontwoman Amy Lee ficou impressionada com o talento da brasileira.

“Tem sido uma prioridade dar espaço para as músicas femininas e as bandas lideradas por mulheres para que sejam ouvidas. Mais recentemente, tocamos com uma banda chamada Ego Kill Talent no Brasil. O vocalista deixou a banda e eles o substituíram por uma mulher incrível, e eu amo muito isso. Ela tem uma chama e uma energia incrível”, disse à New York Magazine.

Tuyo

O Tuyo, cujas influências mesclam afrofuturismo, folk-pop e música ambiente, é formado pelas irmãs Lilian Soares (Lio), Layane Soares (Lay) e Jean Machado. “Com um som flutuante, letras existenciais e elementos lo-fi, a trinca de compositores paranaenses mescla o violão denso de Jean Machado com o trabalho vocal audacioso das irmãs Lilian e Layane Soares. Apresentando um show repleto de força e sensibilidade, a Tuyo é um desses acontecimentos que despertam a habilidade de sentir e de se emocionar. Uma simbiose mística entre o belo, o triste e o visceral”, diz descrição oficial. Recentemente, a banda participou de uma sessão do Alpha Sessions exclusiva em nossos estúdios.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados