Greve do Metrô, CPTM e Sabesp é aprovada

Paralisação acontece na próxima terça-feira (28)

Greve do Metrô em SP no dia 03 de outubro de 2023
São Paulo SP 03/10/2023, Estação da Sé fechada devido a greve dos metroviários. Foto Paulo Pinto/Agência Brasil

Os sindicatos de servidores públicos e órgãos ligados ao governo do Estado de São Paulo aprovaram uma greve unificada para a próxima terça-feira (28). Segundo os servidores, a paralisação deverá contar com trabalhadores do Metrô, CPTM, Sabesp, professores da rede pública e de servidores da Fundação Casa. No entanto, a paralisação dos transportes sobre trilhos não afeta os trechos privatizados: linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô e na CPTM as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda.

O principal motivo para a greve é pelas privatizações e terceirizações propostas pelo governador do Estado, Tarcísio de Freitas. Por exemplo, o leilão da linha 7-Rubi da CPTM está marcado para 29 de fevereiro de 2024 e a votação pela privatização da Sabesp pode ser realizada ainda este ano na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo).  

Em nota conjunta assinada pelos representantes sindicais, os trabalhadores reivindicam maior investimento nas áreas da educação e saúde e exigem que os serviços públicos paulista não sejam privatizados.

Camila Lisboa, presidente do Sindicato dos Metroviários, reiterou que a greve unificada é motivada, principalmente, pela política de privatização do governo paulista. “Tarcísio acelerou o processo de privatização. No Metrô e na Fundação Casa, através dos editais de terceirização, na Sabesp, com envio do PL que tramita em caráter de urgência na Alesp, e para Educação, impõe um corte de 10 bilhões”, afirmou.

Além disso, a representante da categoria ressaltou que a diretoria do sindicato propõe que o governador libere as catracas no dia 28 de novembro. “Os Metroviários desafiam o governador, se ele quer os trens e o metrô funcionando, então ele aceite a catraca livre”.

Confira mais notícias relevantes no nosso site 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados