Hole dispensou produtor do Nirvana nos anos 90; entenda o motivo

Butch Vig, responsável pelo "Nevermind" (1991), foi cotado para produzir "Live Through This" (1994), mas a ideia não foi para frente

Há exatos 30 anos, o Hole lançou o seu segundo álbum de estúdio, “Live Through This”. O projeto saiu uma semana após a morte de Kurt Cobain, frontman do Nirvana e marido da vocalista e guitarrista Courtney Love. Aclamado pela crítica, o disco disponibilizado em 1994 é considerado o quarto melhor do grunge de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

Composto por 12 faixas, o trabalho inclui sucessos como “Jennifer’s Body”, “Doll Parts”, “Violet”, “Miss World”, entre outros. “Aconteça o que acontecer, você fez um ótimo álbum”, teria dito Cobain à companheira na época. Aliás, ele, como apontam registros, gravou backing vocals para o material. Contudo, segundo Love, o artista não colaborou de maneira geral com o projeto:

“Eu queria ser melhor que Kurt. Eu estava realmente competindo com Kurt. E é por isso que sempre me ofende quando as pessoas dizem: “oh, ele compôs ‘Live Through This’. Eu ficaria muito orgulhosa de dizer que ele ajudou na composição, mas não deixei. Parecia muito uma atitude Yoko Ono para mim. Pensei: “de jeito nenhum, cara! Eu tenho uma boa banda, não preciso da sua ajuda'”, disse a frontwoman para a Spin.

Conflito com a produção de “Live Through This”

Paul Q. Kolderie e Sean Slade assinam a produção de “Live Through This”. Mas, na verdade, Butch Vig, responsável pelo “Nevermind” (1991), quase foi escolhido para a função. Mark Kates, da gravadora Geffen Records, disse para o veículo mencionado anteriormente que “Courtney estava meio obcecada em conseguir Brendan O’Brien ou Butch Vig para produzir o álbum e nenhum deles estava realmente respondendo”.

Já Love apresenta uma outra versão dos fatos. A própria diz ter dispensado o profissional, também baterista do Garbage, porque não queria “copiar” o marido. “Eu não me encontrei  com Butch. Eu não queria seguir esse caminho e copiar Kurt.”

Paul alega que o encontro da cantora com o produtor até aconteceu, mas não foi para frente: “Eu estava num estúdio de gravação e recebi um telefonema da empresária de Butch Vig, Shannon O’Shea. Courtney e Kurt se reuniram com Butch para ver se ele queria produzir o disco, já que fez o ‘Nevermind’. No entanto, Butch estava cansado e queria trabalhar no que mais tarde acabou sendo o Garbage. Ele não estava pronto para um álbum de Courtney.” 

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados