Mostra Internacional de Teatro: veja onde ainda tem ingresso

A 9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo entrou no 4º dia com mais da metade dos espetáculos com ingressos esgotados. O evento começou na última sexta-feira (1º) e segue até o próximo domingo (10) com apresentações espalhadas por arenas teatrais e espaços culturais de todas as regiões da capital paulista.

Ao todo, a programação conta com peças e performances de companhias nacionais e internacionais, 22 para cada. Além disso, estão sendo promovidos encontros para estimular o pensamento, aulas magnas, ações pedagógicas e oficinas.

Só o Teatro Oficina Uzyna Uzona, do eterno dramaturgo Zé Celso Martinez (1937-2023), terá cinco iniciativas no conhecido endereço da Rua Jaceguai, 520, no Bixiga. A Alpha FM fez um levantamento das apresentações, principalmente exibições de dança, que ainda têm entradas.

Nacionais do MITsp no CCSP

O que mancha – quarta (6), às 19h30, e quinta (7), às 19h, no Centro Cultural São Paulo. Duração: 35 min

SINOPSE: Neste primeiro espetáculo dirigido e dançado por Beatriz Sano e Eduardo Fukushima, os dois borram os limites dentro e fora do palco. No trânsito entre os papéis de coreógrafos, diretores e dançarinos, a dupla constrói a obra a partir da vibração imbricada entre voz e movimento. Assim, a ação de produzir som e gesto ao mesmo tempo faz com que noções de dualidade, como a de humano e animal, mulher e homem e matéria viva e morta sejam desestabilizadas.
Compre ingressos aqui.
==
Lança Cabocla – quinta (7), às 17, no Centro Cultural São Paulo. Duração: 60 min
SINOPSE: O espetáculo multimídia nasce de estudos da performatividade em danças populares e afrodiaspóricas, transitando entre o pensar e o dançar contemporâneo e as cosmologias ancestrais. Além disso, investiga um dançar-aparição, aliado às plantas de proteção e às danças de caboclo. Os performers propõem uma experiência multissensorial na qual o público é convidado a construir conjuntamente o espaço.
Compre ingressos aqui.
==
Gente de Lá – sexta (8), às 18h, e sábado (9), às 18h, no Centro Cultural São Paulo. Duração: 50 min
SINOPSE: Um instante poético de denúncia e de afronta é proposto por Wellington Gadelha nesta ação cênica preta, favelada, urbana e transversal. O artista cearense parte, portanto, da investigação de um corpo roleta-russa para refletir questões urgentes que vão das chacinas cotidianas na cidade de Fortaleza, no Ceará, ao massacre estrutural da população negra no país. Atravessada pelas artes visuais, a obra cria e recria as formas e os sentidos dos objetos com os quais o performer se relaciona em cena.
Compre ingressos aqui.

Nacionais do MITsp em outros teatros 

Preta Rainha – terça (5), às 19h, no Centro Cultural Olido. Duração: 42 min

SINOPSE: O solo autobiográfico da bailarina Wilemara Barros, gira em torno da trajetória de 50 anos dela no universo da dança. Com direção de Fauller, coreógrafo e fundador da Cia. Dita, a apresentação dá, então, continuidade aos diálogos e pensamentos da artista acerca do corpo negro e suas possibilidades na dança.

Compre ingressos aqui.

EU NÃO SOU SÓ EU EM MIM – terça (5), quarta (6) e quinta (7), às 20h30, no Sesc Pinheiros. Duração: 60 min

SINOPSE: O espetáculo propõe um contraponto anarcocoreográfico sobre o conceito de “povo brasileiro”, presente na obra do antropólogo Darcy Ribeiro (1922-1997), com o objetivo de horizontalizar hierarquias entre linguagem e comportamento. De acordo com o Grupo Cena 11, dançar é um campo de conhecimento composto pela articulação entre a força da gravidade e os músculos, os ossos e as emoções.

Compre ingressos aqui.

Meu Corpo Está Aqui – quinta (7), às 18h, e sexta (8), às 16h, no Centro Cultural Olido. Duração: 60 min
SINOPSE: Partindo das experiências pessoais de atrizes e atores PCDs (pessoas com deficiência), a peça traz um jogo entre as pulsões e os obstáculos encontrados por eles, sobretudo, em suas descobertas afetivas e sexuais. Em cena, o elenco fala abertamente sobre relacionamentos, corpos e desejos por meio de depoimentos ficcionalizados pelas artistas cariocas Julia Spadaccini, idealizadora do projeto e também pessoa com deficiência, e Clara Kutner.
Compre ingressos aqui.
==
7 Samurais – quinta (7), às 17h, e sexta (8), às 17h30, no Teatro Cacilda Becker. Duração: 70 min
SINOPSE: O filme Os Sete Samurais, do diretor japonês Akira Kurosawa (1910-1998), foi tomado como inspiração para a criação do espetáculo. Por meio das linguagens da dança, do teatro e do cinema, quatro intérpretes traçam paralelos entre os guerreiros japoneses e os artistas de hoje, a fim de aproximar e investigar suas condições para a luta em tempos que parecem refutar suas existências.
Compre ingressos aqui.

Internacionais do MITsp

Perros: Diálogos Caninos – terça (5), às 18h, e quarta (6), às 18h, no Parque Augusta. Duração: 120 min. Sem necessidade de ingresso.

SINOPSE: Sem dúvida, o cachorro sempre foi um coconstrutor da comunidade. Desde os primeiros tempos do homo sapiens, o “melhor amigo do homem”. Por conseguinte, o cachorro é um espelho da espécie. Ou apenas um reflexo de uma sociedade multiespécie. A relação entre humanos e cães no contexto urbano é investigada nesta obra criada pela argentina Monina Bonelli e os brasileiros Celso Curi e Renata Melo.

Proféticos (nós já nascemos) – quarta (6), às 21h, quinta (7), às 21h, e sexta (8), às 19h, no Teatro Arthur Azevedo. Duração: 75 min

SINOPSE: Há alguns anos, a coreógrafa Nadia Beugré vem se aproximando da comunidade transgênero de Abidjan, a maior cidade da Costa do Marfim. São pessoas que, designadas como meninos ao nascer, navegam entre os gêneros com grande liberdade, apesar de inseridas numa sociedade muito patriarcal que, na melhor das hipóteses, finge não as ver. Então, as cabeleireiras de dia, que são divas das pistas de dança à noite, vivem expostas e subterrâneas, fluindo entre circuitos paralelos e redes de solidariedade.

Compre ingressos aqui.

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados