Ney Matogrosso, um dos maiores intérpretes da história brasileira

Ney de Souza Pereira, conhecido nacionalmente como Ney Matogrosso, é um cantor, compositor e dançarino brasileiro. Considerado pela revista Rolling Stone como a terceira voz brasileira de todos os tempos, o artista mantém a sua relevância até os dias atuais. Sua carreira começou com o grupo Secos e Molhados, no papel de vocalista. No entanto, suas habilidades artísticas e performances icônicas levaram-no a conduzir uma carreira solo de sucesso e repleta de momentos relevantes.

Filho de militar, Ney sofreu muita resistência às suas ambições de trabalhar com arte. Ao completar 18 anos, o cantor saiu de casa para servir à Aeronáutica. Ele também chegou a trabalhar no Hospital de Base do Distrito Federal, em Brasília. Somente alguns anos depois que ele se interessou pela música e atuação, e participou de festivais de música e até um programa de televisão.

Secos e Molhados

Entre suas viagens por São Paulo e Rio de Janeiro, Ney Matogrosso conheceu o produtor João Ricardo. O filho do jornalista João Apolinário estava procurando por uma voz aguda para integrar o grupo que mais tarde ficaria conhecido como “Secos e Molhados”. A ideia inicial do projeto era trazer composições musicais para grandes poesias da literatura brasileira.

O primeiro disco “Primavera nos Dentes” foi um grande estouro. A expectativa da gravadora Continental naquele momento era vender cerca de 50 mil cópias, no entanto, o público se apaixonou pela sonoridade dos três integrantes com as caras pintadas.

Aliás, o grupo ficou conhecido especialmente pelas suas performances. A ideia inicial de pintar as caras foi de Ney Matogrosso, que encontrou resistência dentro do grupo. Entretanto, ao verem os shows cada vez mais lotados, João Ricardo e Gerson Conrad concordaram com a ideia. Desde aquele momento, em plena Ditadura Militar, o vocalista sempre foi muito fiel a sua própria identidade.

O projeto acabou se encerrando em um curto prazo. Durante a gravação do segundo álbum “Flores Astrais”, a tensão entre os três integrantes já começou a ser deflagrada. O anúncio da banda, inclusive, foi feito em rede nacional durante o programa do Fantástico.

Carreira Solo 

Ney nunca se preocupou com um sucesso estrondoso e quando decidiu sair do “Secos e Molhados” não sabia muito bem o que fazer. Lançou, em 1974, o disco Água do Céu – Pássaro, sua estreia na carreira solo. A recepção foi mediana, levando em conta que alguns críticos consideraram seu primeiro trabalho muito “extravagante”.

Ainda assim, o intérprete seguiu com seus lançamentos, passando por diversos gêneros como rock, bossa nova e até tango. Alguns dos álbuns daquele momento foram: Bandido (1976), Pecado (1977), Feitiço (1978) e Seu Tipo (1979).

Maiores sucessos de Ney Matogrosso 

Na trajetória de um artista, é sempre comum que determinadas músicas marquem a sua carreira. Em “Homem com H”, por exemplo, Ney Matogrosso fala sobre um homem que prova a sua masculinidade a qualquer custo num contraste com sua voz aguda. Inclusive, o cantor não quis gravar inicialmente a música, mas após insistência, cedeu e ele é lembrando até hoje pela faixa.

Outro grande sucesso foi “Poema”, lançado em 1999, no álbum “Olhos de Farol”. O ex-integrante da banda Barão Vermelho, Cazuza, fez a composição quando tinha apenas 17 anos. Além disso, após a morte dele, Ney Matogrosso trouxe a faixa à tona e eternizou os versos em sua voz.

Abertura do Rock in Rio (1985) 

Em janeiro de 1985, o Brasil foi palco da estreia do que se tornaria um dos maiores eventos de música do mundo, o Rock in Rio. Ney recebeu o trabalho e a honra de abrir o festival. Naquele momento, Ney tinha 44 anos e cantou músicas como “Rosa de Hiroshima” e “Pro Dia Nascer Feliz”. No entanto, a plateia naquele momento não ficou satisfeita com a apresentação e começou a jogar ovos cozidos no performer.

Ainda assim, seu lugar na Música Popular Brasileira segue intacto. Em 2023, ele repetiu o feito e abriu as apresentações do The Town, festival de música dos mesmos criadores do Rock in Rio.

Turnê “Bloco de Rua” 

turnê “Bloco na Rua” é um projeto que Ney Matogrosso vem desenvolvendo desde 2022. O cantor apresenta um repertório que mescla sucessos de sua carreira com canções de Sérgio Sampaio, Raul Seixas e Caetano Veloso. No entanto, sempre pedem e ele mantém no repertório as faixas “Sangue Latino” e “Poema”.

Músicas mais ouvidas de Ney Matogrosso 

Ademais, em 2021, o Ecad realizou um levantamento das músicas mais ouvidas do artista. Confira a lista:

  1. Poema
  2. Sangue Latino
  3. Tanto amar
  4. Balada do louco
  5. Rosa de Hiroshima
  6. Promessas demais
  7. Um pouco de calor
  8. Flores astrais
  9. Amor objeto
  10. O vira

Leia também: Conheça Paula Toller, uma das principais vozes da música popular brasileira

Novos conteúdos

Relacionados

Relacionados